• (35) 2105-5555
  • csul@correiodosul.com
  • Rua Marcelino Rezende, 26 - Parque Catanduvas

Prefeitura de Varginha divulga lista de cidades para atendimentos na UPA, e prefeito explica situação local

Conforme a administração municipal, nas últimas semanas houve um crescimento exponencial de atendimentos não urgentes na unidade de gripe da UPA, com expressiva procura por consultas médicas para pacientes vindos de várias cidades que não fazem parte da lista de pactuação, o que tem refletido em demora no atendimento; Vérdi pediu compreensão dos pacientes e salientou esforços da prefeitura.

Redação CSul/Foto: Reprodução

A prefeitura de Varginha divulgou, nos últimos dias, a lista das cidades que pactuaram o atendimento à Unidade de Pronto Atendimento (UPA), no município. Conforme a prefeitura, as cidades são Boa Esperança, Cordislândia, Elói Mendes, Monsenhor Paulo, São Gonçalo do Sapucaí e Santana da Vargem.

Ainda conforme a administração municipal, nas últimas semanas houve um crescimento exponencial de atendimentos não urgentes na unidade de gripe da UPA, com expressiva procura por consultas médicas para pacientes vindos de várias cidades que não fazem parte da lista de pactuação. De acordo com o Executivo, mais de 90% dos pacientes são para atendimentos não urgentes e, como adição, mais de 30% dos pacientes são oriundos de outras cidades. O alto número, de acordo com a prefeitura, sobrecarrega a unidade, gerando grande espera e altíssima pressão sobre as equipes de saúde.

Em comunicado, a prefeitura disse esperar que, “os demais municípios de seu entorno também se esforcem para que haja um fluxo adequado do acolhimento e atendimento de seus munícipes em suas cidades”.

Prefeito explica situação de demora e pede apoio da população

Em vídeo, o prefeito de Varginha, Vérdi Lúcio Melo, prestou esclarecimentos à população em relação a UPA. Segundo o chefe do Executivo, a situação de demora no atendimento médico não tem acontecido somente em Varginha. No caso do município, em especial, inúmeros fatores têm contribuído para a demora, tais como, a dificuldade em contratações de médicos e o afastamento de outros em virtude da Covid-19.

O prefeito também salientou o grande número de pessoas precisando de atendimentos, o que naturalmente eleva o tempo de espera.

Vérdi lembrou e disse que a prefeitura tem feito sua parte, como por exemplo, ao reativar três unidades de saúde para atendimento às síndromes gripais. Além disso, Melo destacou que, os atendimentos voltados aos traumas, fraturas e demais têm acontecido no Hospital Bom Pastor, visando aliviar a demanda na UPA.

Por fim, Vérdi pediu a compreensão da população no momento difícil, principalmente com a crescente de Casos de Covid-19 e gripe.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.