Lavras receberá laboratório contra lavagem de dinheiro

O serviço irá atender a todos os municípios vinculados ao 6º Departamento, bem como à área do 13º Departamento de Polícia Civil em Barbacena.

A Polícia Civil de Minas Gerais prossegue com os trabalhos de criação e implantação do Laboratório de Tecnologia de Combate à Lavagem de Dinheiro que será sediado na cidade de Lavras. O serviço irá atender a todos os municípios vinculados ao 6º Departamento, bem como à área do 13º Departamento de Polícia Civil em Barbacena.

Nesta semana, visando a fase de implantação do Laboratório desconcentrado, está sendo promovido um curso específico, em Belo Horizonte, para alguns servidores da Polícia Civil do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG). Trata-se de um treinamento prático e reservado, em que são abordados dados, informações e elementos investigativos de casos concretos apurados pela Polícia Civil em parceria com o MPMG na região de Lavras.

O curso é ministrado pelo delegado de polícia Jonas Tomazi, coordenador do Laboratório de Tecnologia Contra Lavagem de Dinheiro (LAB-LD), da Superintendência de Informações e Inteligência Policial (SIIP), e pelo investigador de polícia Wilton Valadares Júnior. Participam do curso o delegado de Polícia Pedro Paulo Uchoa Fonseca Marques, chefe do Departamento em Lavras, além do promotor de Justiça e curador do Patrimônio Público de São João del-Rei, Igor Augusto de Medeiros Provinciali.

A iniciativa trará contribuições inclusive para responsabilização de criminosos envolvidos, por exemplo, em eventos como o “Novo Cangaço”, além de modernizar a atuação da polícia ao combate efetivo do crime de lavagem de dinheiro. A proposta de implantação da unidade partiu do Departamento em Lavras, que foi incentivada pelo chefe da Polícia Civil, delegado-geral Joaquim Francisco Neto e Silva.

Equipamentos

Em outubro, a PCMG recebeu a doação que materiais que serão utilizados na unidade em Lavras. A Superintendência da Receita Federal em Varginha destinou, entre outros itens, computadores, notebooks e mobiliário, como mesas, cadeiras e armários, para compor a estrutura do laboratório.

Fonte e foto: Ascom Polícia Civil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.