Vergonha: Cadeirante precisa ser carregado em ônibus sem cobrador

Um flagrante de desrespeito com um cadeirante foi registrado no último domingo (18), por volta das 18h40, no Terminal Rodoviário de Varginha.

Um ônibus da Autotrans, da linha 09/MontSerrat estava sem o cobrador e o motorista não conseguiu abaixar o elevador de acesso para o embarque de um cadeirante.

De forma constrangedora, o cadeirante precisou ser carregado por populares para conseguir embarcar. Segundo testemunhas, o motorista alegou não saber manusear o equipamento, função realizada pelos cobradores.

Nesta segunda-feira (19), a Prefeitura de Varginha, por meio do Departamento Municipal de Trânsito – Demutran, voltou a notificar a  Autotrans para que no prazo de um dia a partir do recebimento da notificação, tome as providências em relação às linhas 02, 03, 04, 06, 06A,08, 09 e 12, que operaram no dia 18 de março sem a presença de cobradores.

Empresa deverá apresentar justificativas e as razões, bem como outras providências que serão tomadas diante do fato ocorrido. Objetivo é a normalização do atendimento, a fim de solucionar a questão, de forma a não causar prejuízos aos usuários do Transporte Coletivo Urbano.

Transporte Coletivo em Pouso Alegre

A Prefeitura de Pouso Alegre abriu edital para apresentação de propostas para o transporte coletivo urbano e rural no município. Segundo a administração, o critério utilizado deve ser o valor da tarifa e a melhor capacidade técnica de oferecer o serviço.

A empresa deve ter 58 ônibus básicos, 3mini-ônibus e 2 micro-ônibus. O edital ainda traz uma única exigência para as empresas interessadas em fazer o transporte no município: que todos os veículos tenham acessibilidade para pessoas com deficiência.

Além disso, a empresa ganha pontos extras se disponibilizar aplicativo para usuários acompanharem as rotas e horários dos veículos, disponibilizar wi-fi, tiver ar-condicionado e tomadas nos veículos, disponibilizar assentos estofados e lixeira interna e tiver letreiro digital traseiro ou lateral.

A concessão será em lote único, com valor do contrato estimado em mais de R$ 161 milhões e a sessão pública de abertura das propostas está marcada para o dia 15 de maio, já que o contrato com a atual operadora, a Viação Princesa do Sul, termina em abril.

Segundo informaçõesda Prefeitura Municipal, o processo deve ser concluído no segundo semestre. Até lá, um novo contrato deve ser feito, em caráter de emergência, para manter o serviço funcionando na cidade. O edital completo pode ser consultado no site oficial da Prefeitura de Pouso Alegre.

O sistema de transporte coletivo transporta em torno de 564 mil passageiros por mês em Pouso Alegre. O edital de concessão estima uma demanda total mensal de 647 mil, dos quais 469 mil pagantes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *