Cesta básica se mantém estável entre agosto e setembro

O Grupo Unis e a ACIV (Associação Comercial, Industrial Agropecuária e Serviços de Varginha) realizaram a quinta pesquisa para apontar o valor da cesta básica de Varginha.

O Índice da Cesta Básica de Varginha (ICB-CEPI/UNIS) apresentou estabilidade entre os meses de agosto e setembro com variação de -0,01%. A coleta dos preços é realizada na segunda semana de cada mês nos principais supermercados da cidade. A pesquisa abrange os 13 produtos componentes da cesta básica nacional padronizada pelo DIEESE.

“Os resultados demonstram que nesse mês de setembro o valor da cesta básica nacional de alimentos para o sustento de uma pessoa adulta em Varginha é de R$324,85, correspondendo a 37,01% do salário mínimo líquido. Desta forma, o trabalhador que recebe um salário mínimo mensal precisa trabalhar 74 horas e 55 minutos por mês para adquirir essa cesta de alimentos”, explicou Pedro dos Santos Portugal.

Entre agosto e setembro, dos 13 produtos componentes da cesta básica pesquisada, sete apresentaram alta de preços, são eles: feijão carioquinha (6,74%); carne bovina (5,93%); arroz (4,63%); manteiga (3,41%); açúcar (3,07%); óleo de soja (1,44%); leite integral (0,14%).

Essa última pesquisa permitiu verificar que os preços estão sendo mais influenciados pelos comportamentos da oferta e dos custos do que pela dinâmica da demanda. Isso é explicado em virtude do país se encontrar em um baixo nível de crescimento econômico e alto índice de desemprego, fatores que contribuem para um consumo ainda enfraquecido.

“Caso não ocorra nenhum fator mais impactante nos próximos meses, o comportamento dos preços deve continuar se ajustando à realidade da oferta e dos custos do mercado”, ressaltou Pedro.

Importante salientar que nesse mês a metodologia do índice teve uma mudança, passando a coleta de preços de alguns produtos a considerar até três marcas ou tipos diferentes para cada produto. Até o mês anterior a coleta considerava apenas a marca ou tipo mais vendido.

“Essa mudança visa aproximar ainda mais a metodologia do ICB – CEPI/UNIS com o que é utilizado pelo DIEESE”, comentou Pedro.

A pesquisa pode ser visualizada pelo site: https://drive.google.com/file/d/1z4blSjQxdJReUm6Ec7oKTz2Jmm_3-VFm/view

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *