• (35) 2105-5555
  • csul@correiodosul.com
  • Rua Marcelino Rezende, 26 - Parque Catanduvas

Projeto prepara professores de Varginha para praticarem uma educação mais lúdica, colaborativa e multidisciplinar

Segundo e terceiro Encontro de Formação do projeto Baú das Artes focam em contextualização e adaptação das atividades propostas nos cadernos temáticos para o dia a dia das atividades escolares.

O brincar é uma atividade essencial para viver a infância em sua plenitude e se apresenta, também, como ferramenta importante para uma educação de qualidade. É por meio das artes, dos jogos e das brincadeiras que crianças experienciam múltiplos mundos possíveis, praticando regras, vivenciando emoções, exercitando a imaginação, a criatividade, a capacidade crítica e o raciocínio lógico. É por tudo isso que a segunda e terceira formação do Baú das Artes — projeto realizado por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, da Secretaria Especial da Cultural do Ministério do Turismo, tem patrocínio da Casa do Adubo, apoio da Holy Cow Criações e é executado pela Evoluir, empresa híbrida de educação que atua com a produção de conteúdos e projetos, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação de Varginha —, aborda contextualização e adaptação dos conteúdos para a prática com os alunos no município.

Dividido em cinco principais etapas – acolhida tecnológica, doação do acervo, formação dos educadores, acompanhamento pedagógico e evento de culminância (celebração) —,o projeto foi todo adaptado para o ambiente online, por conta da quarentena. O primeiro módulo da formação continuada dos educadores foi voltado para a entrega dos baús nas duas escolas participantes e a acolhida tecnológica dos educadores selecionados. A primeira formação teve como objetivo apresentar o acervo ludo-pedagógico com materiais polivalentes, além da metodologia que embasa o projeto e suas principais referências. Neste momento, os educadores estão ampliando seu campo didático para conseguir colocar todo o aprendizado em prática e adaptar a metodologia aprendida para aplicar em sua prática diária.

“Participar do Baú das Artes foi mesmo abrir olhares para uma educação de encantamento e sonhos para nossos alunos. Mesmo nas formações online foi possível constatar isto. Material riquíssimo que nos dá oportunidade de realizar momentos inesquecíveis de aprendizagem. Agradeço a oportunidade de fazer parte deste projeto”, conta Marli Braga, educadora da Escola Municipal Cláudio Figueiredo Nogueira.

Baú das Artes está organizado a partir dos temas dos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN), estabelecidos pelo Ministério da Educação (MEC), como Meio Ambiente, Trabalho e Consumo, Sexualidade, Ética, Saúde e Pluralidade Cultural. Todo o conteúdo dos baús segue os princípios da Aprendizagem Baseada em Projetos (ABP), que busca envolver a criança em um ambiente de investigação e busca por solução de problemas, tornando-a protagonista de seu processo de aprendizagem e desenvolvimento.

“Investir na educação de crianças é como plantar sementes que se transformarão em grandes adultos no futuro. Temos muito orgulho de poder apoiar o Projeto Baú das Artes, que contribui diretamente com a o desenvolvimento de comunidades nas quais a Casa do Adubo tem atuação comercial. Desse modo, esperamos continuar gerando empregos e conhecimento para a região”, comenta Raphael Covre, CEO do Grupo Casa do Adubo.

O projeto pedagógico se encerra em dezembro, beneficia 23 educadores de Varginha, somando 02 instituições de ensino (Escola Municipal Paulo Cândido de Figueiredo e Escola Municipal Cláudio Figueiredo Nogueira) e impactando diretamente 183 crianças de 6 a 10 anos do Ensino Fundamental I. Executado desde 2011 no país, o projeto já entregou mil baús, abrangendo todas as regiões do Brasil e beneficiando mais de 300 mil crianças. 

Fonte: Novità Comunicação/Foto: Divulgação Baú das Artes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.