• (35) 2105-5555
  • csul@correiodosul.com
  • Rua Marcelino Rezende, 26 - Parque Catanduvas

O sono, que é um estado fisiológico complexo que não pode ser evitado, não é resultado de uma atividade cerebral reduzida, mas sim um estado de consciência diferenciado. Durante o sono, a pessoa não apresenta movimentos propositais e seus olhos podem estar fechados ou entreabertos. O indivíduo também não apresenta resposta a alguns estímulos auditivos, visuais ou mesmo dolorosos, que deverão possuir maior intensidade para serem percebidos.

O sono, além de ser um momento extremamente relaxante, é um processo vital para nosso organismo. Sem ele, nosso organismo passaria a apresentar problemas graves, como prejuízos à capacidade de memorização, cognição e desempenho motor, além de irritabilidade, cansaço, dores de cabeça, visão turva e alterações no metabolismo. Estima-se que, a cada 24 horas sem dormir, uma pessoa diminua em 25% sua capacidade de realizar trabalho mental. Em experimentos com outros animais, a privação do sono causou a morte deles em poucos dias, o que comprova a importância de uma boa noite de sono.

O sono pode ser dividido em duas fases distintas: REM (Movimentos Oculares Rápidos) e NREM (Sem Movimentos Oculares Rápidos). O sono REM apresenta apenas um estágio, enquanto o NREM apresenta quatro estágios de sono diferentes. Observe a seguir as principais características dessas duas fases do sono:

– Sono NREM – representa aproximadamente 75% do sono de uma pessoa e é considerado um sono fisiologicamente tranquilo, com baixa frequência cardíaca e respiratória. Nessa fase, observa-se um aumento da atividade parassimpática e, no decorrer de cada estágio, ocorrem alterações nos níveis de consciência. No estágio quatro, por exemplo, o indivíduo encontra-se profundamente relaxado e alheio ao mundo ao seu redor, enquanto no estágio um o sono apresenta-se muito leve, sendo considerado um período de transição entre o estado de vigília e sono.

– Sono REM – só ocorre após um período de sono NREM e apresenta uma série de alterações fisiológicas, como frequência cardíaca e respiratória elevadas, assim como a pressão arterial e o fluxo sanguíneo cerebral. Nesse sono, ocorrem atividades cerebrais importantes para a memória e o aprendizado. Muito semelhante à vigília, esse sono representa 25% do total do sono de um indivíduo e é a fase em que ocorrem os sonhos.

O sono de uma pessoa está organizado em ciclos, nos quais os estágios REM e NREM alternam-se, sendo o sono NREM encontrado, normalmente, na primeira metade do período de sono. Em média, por noite, uma pessoa apresenta cinco desses ciclos, que podem ser influenciados pela idade, temperatura, doenças e uso de determinados medicamentos.

12 passos para ter um sono melhor:

  1. Deixe o quarto o mais escuro possível, usando cortinas ou uma máscara de dormir.
  2. Deixe o quarto o mais silencioso possível.
  3. Se você partilha a cama com alguém que ronca, use tampão nos ouvidos.
  4. Não use a cama para trabalhar.
  5. Não envie mensagens de celular na cama.
  6. Mantenha o quarto fresco.
  7. Pare de assistir tevê pelo menos uma hora antes de se deitar.
  8. Deixe a tevê em outro cômodo que não o quarto.
  9. O quarto deve ser o mais suave possível para os sentidos, nas cores e aromas – ele deve ser o cômodo que você associa com relaxamento.
  10. Compre um colchão confortável, com bom apoio para as costas – para muitas pessoas, quanto mais firme for, melhor.
  11. Use um travesseiro hipoalergênico.
  12. Lave a roupa de cama com frequência.

Sobre a obra

Os consagrados autores Deepak Chopra e Rudolph Tanzi repetem a dobradinha dos livros Supercérebro e Supergenes para defender que o corpo tem a capacidade de se auto curar, desde que tenha as ferramentas necessárias. Traduzido pela Editora Alaúde, em “Você é a sua cura”, os autores traçam um plano de ação em sete frentes, e ensinam a fazer mudanças práticas na alimentação e na forma como encaramos o estresse, a atividade física e os vínculos emocionais. A ideia é que, com ajuda de um hábito por dia, podemos ganhar saúde para toda a vida.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.