Hospital Regional abre nova frente de captação de recursos

Com déficit mensal de R$ 500 mil, o Hospital Regional do Sul de Minas abriu uma nova frente de captação de recursos, em Varginha. O interessado em colaborar com a instituição de saúde deve ligar para o 3221-9870 ou 9.8862-0003.

A atendente envia até sua casa um formulário, ou você pega na recepção do hospital. Preenchendo, você autoriza doar qualquer valor para o hospital, a ser debitado na conta de luz. A doação pode ser feita em qualquer período e a contribuição pode ser rescindida a qualquer momento.

O Hospital Regional do Sul de Minas é filantrópico e recebe remuneração pela tabela do SUS, defasada há 30 anos. Atende uma população estimada em 2 milhões de pacientes de toda a região, possui 153 leitos, sendo 30 de UTI (20 para adultos e 10 neonatal). Atualmente, 80% dos atendimentos são pelo SUS. O restante, pelo Regional Vida (contribuição mensal que permite o atendimento mediante pequena contrapartida) e convênio particulares.

Raio-X do HRSM

  • 8.085 internações em 2017;
  • 128.641 procedimentos ambulatoriais;
  • Média de 350 atendimentos por dia no hospital.

Cadeiras de rodas motorizadas

Vinte e três pacientes do Centro de Reabilitação receberam cadeiras de rodas motorizadas conseguidas através da atual gestão do Hospital Regional do Sul de Minas e recursos do SUS.

As cadeiras são entregues através de concessão e no primeiro dia os profissionais orientam os pacientes e familiares quanto a forma correta de utilizá-las.

Nesta terça-feira (6), José Vitor Silva, morador da cidade de Coqueiral e que há 20 anos é cadeirante, recebeu sua cadeira e conseguiu pilotá-la já nas primeiras orientações. A irmã de José Vitor, Terezinha Fátima Silva, que cuida dele, disse que com o passar dos anos e o aumento de peso, empurrá-lo ficava cada vez mais difícil e para sair de casa dependia sempre de taxi. Agora ela comemora a maior autonomia do irmão.

O diretor do Hospital Regional, Rogério Bueno, destacou que esta é uma conquista muito aguardada pelos pacientes.

“Os pacientes já recebem gratuitamente, através do Centro de Reabilitação, cadeiras não motorizadas. Esta é a primeira vez na história do Centro que tantas cadeiras motorizadas são adquiridas e podem atender dezenas de pacientes de uma só vez”, ressaltou Rogério.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *