Fundação Cultural faz inventário de fazendas, capelas e Companhias de Reis de Varginha

Com o objetivo de preservar e valorizar os bens de natureza imaterial e material, o Setor de Patrimônio Histórico da Fundação Cultural fez o inventário de 12 novos bens culturais de Varginha em 2019, chegando a um total de 234 itens. Foram inventariados quatro exemplares que integram a arquitetura rural do município, sendo três do Século XIX e um do Século XX, bem como quatro bens móveis, pertencentes aos bens imóveis estudados. Foram inventariadas ainda duas Companhias de Santos Reis, bem como os estandartes delas.

Passam a compor o patrimônio inventariado pelo município, como bens imóveis, a Fazenda Mascatinho, a Capela Santo Antônio da Fazenda Mascatinho, a Fazenda Pouso Alegre e a Fazenda Pedra Negra. Como bens móveis e bens integrados, o Retábulo da Capela da Fazenda Mascatinho, o Retábulo da Capela da Fazenda Pouso Alegre, o Retábulo da Capela da Fazenda Pedra Negra, a Motoniveladora da Fazenda Mascatinho, o Estandarte da Companhia de Reis “Irmãos da Fé” e o Estandarte da Companhia de Reis “Reis do Oriente”. Já como bem imateriais foram inventariados a Companhia de Reis “Irmãos da Fé” e a Companhia de Reis “Reis do Oriente”

.De acordo com a responsável pelo Setor de Patrimônio Histórico, arquiteta Danielle de Souza Guimarães, por meio do inventário é possível identificar as referências culturais e, consequentemente, documentá-las. “A importância da documentação das referências culturais pode ser verificada de diversas maneiras: enquanto preservação da memória de determinadas práticas culturais; como forma de reconhecer as mudanças ocorridas ao longo do tempo; como produção de conhecimento para as futuras gerações; divulgação da diversidade cultural; e, inclusive para a proposição de políticas públicas”, destaca Danielle Guimarães.

Para o diretor-superintendente da Fundação Cultural, Lindon Lopes, o trabalho que vem sendo desenvolvido pelo setor é de extrema importância no resgate e salvaguarda dos bens culturais de Varginha. “Além de mapear os bens de relevância cultural para o município, a equipe realiza um trabalho de caráter permanente, que mantém atualizado o conhecimento sobre os espaços, manifestações culturais e edificações com interesse para preservação, bem como o perfil arquitetônico e urbanístico de cada bairro da cidade. Executa ainda vários projetos de educação patrimonial com estudantes de escolas públicas”, lembra Lindon Lopes.

Os resultados desses trabalhos de investigação são cadastrados em fichas onde há a descrição sucinta do bem inventariado, constando informações básicas quanto à importância histórica, características gerais e estados de conservação e preservação, que são acompanhadas por fotografias, mapas e vídeos. Todos os bens culturais inventariados pelo Patrimônio Cultural de Varginha podem ser acessados em https://fundacaoculturaldevarginha.com.br/patrimoniocultural/ . Mais informações podem ser obtidas pelo (35) 3690-2718.

Fonte e foto: Fundação Cultural de Varginha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *