Do Brasil para o mundo! Vem aí o 27º Concurso Qualidade Minasul de Café

Este é aquele momento do ano em que os produtores se prepararam para serem reconhecidos pela qualidade de suas produções

Encerram-se nesta sexta-feira (20) as inscrições para o Concurso de Qualidade Minasul de Café, que chega à sua 27ª edição. Agora, é só separar a amostra dos melhores grãos produzidos e esperar pelo resultado. Todo esmero e cuidado com cada talhão da lavoura, cada medida colhida, lavada e secada, estão para vir à tona, através da qualidade e do sabor, apresentando todo o trabalho do ano.

Vamos conhecer o melhor café especial da safra 2019/2020? A nota de corte sobe a cada ano, juntamente com o padrão de excelência obtido por cada vez mais produtores, o que confirma o envolvimento e o comprometimento da categoria no quesito qualidade. Ponto para o produtor, ponto para a Cooperativa e ponto para o país, que vai impondo cada vez mais respeito no mercado mundial pelo nível de excelência dos nossos cafés.

De acordo com o diretor comercial da Minasul, Guilherme Salgado, não tem faltado cafés finos no mercado e nem compradores dispostos a pagar mais por eles. “O nosso Concurso de Qualidade, além de identificar e classificar os melhores cafés dos cooperados, também se empenha em colocá-los em evidência junto aos mercados nacional e internacional, fazendo a ponte entre o produtor e o comprador, onde quer que ele esteja”, diz.

Além de ter mercado para os cafés classificados, os produtores entram no radar desses compradores, que cada vez mais demonstram interesse por conhecer a fonte, ou seja, as fazendas onde são produzidos cafés primorosos. “O comprador quer conhecer in loco a lavoura, as condições de trabalho, e acaba se interessando por toda a produção além do lote classificado”, explica. Este, ao seu ver, é o maior benefício dos concursos de qualidade de café.

A Minasul é pioneira na modalidade de concursos de cafés em Minas e no país, pois foi a primeira cooperativa a realizar um certame, no ano de 1993. De lá pra cá, nunca mais parou. “Em mais esta edição, a Minasul mantém o formato, a organização e, sobretudo, o compromisso que sempre norteou a fórmula do seu concurso e que lhe assegurou a confiabilidade dos cooperados durante todos esses anos”, diz Guilherme.

INSCRIÇÃO

Todo produtor cooperado pode e deve participar. Basta separar uma amostra de café natural e/ou uma de café cereja descascado (despolpado) provenientes da safra 2019/2020. Essas amostras deverão corresponder aos lotes depositados nos armazéns da Cooperativa, beneficiados peneiras 16 e acima, secos em terreiros ou secadores, desde que sem cheiros ou gostos estranhos, atendendo às exigências do concurso. Todas as amostras serão formadas sob responsabilidade do Departamento de Cafés Especiais, da Minasul, a partir dos lotes indicados pelos cooperados.

Cada amostra inscrita representará 10 (dez) sacas de café com no máximo 11% de umidade para café cereja descascado e 12% para café natural. A ficha de inscrição do Concurso está disponível também para download no site da Minasul (www.minasul.com.br) e deverá ser corretamente preenchida com os itens solicitados. Depois precisa ser assinada pelo produtor responsável pela inscrição e não será cobrada nenhuma taxa. O produtor precisa ficar atento ao prazo de entrega do lote que terminará, impreterivelmente, no dia 20 de setembro de 2019.

As amostras concorrentes serão identificadas apenas pelos números de inscrição, não sendo permitida a identificação do proprietário ou quaisquer outros dados. A comissão Julgadora selecionará 20 finalistas para o café natural e 10 finalistas para o cereja descascado/despolpado. Os nomes dos produtores dos cafés classificados serão divulgados no dia 4 de outubro de 2019. Para mais detalhes sobre o concurso, acesse o site https://www.minasul.com.br/noticias/regulamento-do-27o-concurso-qualidade-minasul-de-cafe

Fonte: Minasul / Foto: Pixabay

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *