Cantor varginhense, Antônio Borba, está internado com suspeita de coronavírus

O cantor varginhense, Antônio Borba, está internado na Santa Casa de Misericórdia de Jaú (SP), com suspeita de coronavírus. Seu quadro de saúde até essa segunda-feira (18), era considerado estável.

Carreira

Borba iniciou a carreira artística na Rádio Clube de Varginha, na década de 50. Foi descoberto pelos cantores famosos da época, Cascatinha e Inhana, que o levaram para a capital paulista.

Foi aí que realmente sua carreira começou. Sua primeira chance foi no ” Programa César de Alencar”, na Rádio Record. Foi quando Walter Silva, o famoso ” Pica-Pau”, o contratou para o programa” Toca do Disco”. Walter Silva foi o grande pioneiro da bossa nova em São Paulo.

Em seguida, Antônio Borba foi ser crooner da Orquestra de Simonetti e também de Sílvio Mazzuca. Estes eram os mais célebres maestros da época.

Também foi crooner da Grande Orquestra de Georges Henry, da TV Tupi de São Paulo.

Em 1968, Antônio Borba ganhou o ” Troféu Chico Viola”, com o Disco Mais Vendido no Ano.

Excursionou então com o também cantor Agostinho dos Santos, cantou ao lado de Juca Chaves, tocou com Hermeto Pascoal, participou do ” Encontro Show Samba no Chão”, ao lado de Adoniran Barbosa e Demônios da Garoa.

Apareceu no programa: “Perdidos da Noite”, de Fausto Silva, esteve no programa do Gugu, no “Viola, Minha Viola”, no “Som Brasil”, com Lima Duarte, no “Programa da Band” com Sergio Reis e Luiz Vieira e teve inúmeras outras aparições. Resumindo, Antônio Borba esteve na TV Record, na TV Band, na TV SBT, na TV Gazeta, na TV Cultura, na TV Tupi.

Antônio Carlos gravou dezenas de compactos e LPs, pela RCA-Victor , pela Som Livre, e outras gravadoras.

Gravou três músicas para a 25ª Festa do Peão de Barretos e em 2009 lançou um DVD e CD, intitulado ” Viola e Café”.

*Com informações: Blog do Madeira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *