Plano Ferroviário deve ser concluído no início de 2021

Prévia do estudo técnico, com vários projetos, foi apresentada em audiência e recebeu críticas e sugestões.

Já estão em fase de estudo de pré-viabilidade 19 propostas de trens turísticos ou regionais de passageiros em Minas. Outros 14 projetos de trens de cargas também já estão com informações sistematizadas para 15 grandes tipos de produtos. E três trens metropolitanos estão sendo avaliados.

Esses números sintetizam o estágio atual do Plano Estratégico Ferroviário (PEF), que foi tema de audiência da Comissão Extraordinária Pró-Ferrovias Mineiras, nesta quinta-feira (29), na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG).

O PEF está sendo elaborado pela Fundação Dom Cabral (FDC) e deve ser finalizado até o primeiro trimestre do próximo anoEle trará os estudos de viabilidade, de custos, oferta e demanda, entre outros, para projetos que visam à retomada ferroviária no Estado.

Projetos 

A lista de projetos de trens turísticos apresentada pelo professor e pesquisador da FDC, Ramon Victor Cesar, inclui, por exemplo, dois trechos em Além Paraíba (Mata) e outros no Sul de Minas, como a ligação de Lavras-Três Corações e Varginha.

Entre os trens de passageiros, estão, entre outros, os de ligação de Belo Horizonte com Montes Claros (Norte) e com Conselheiro Lafaiete (Central). Há, ainda, projetos para Uberaba (Triângulo) e também um estudo para viagens adicionais na Estrada de Ferro Vitória a Minas.

Já os trens metropolitanos fariam a ligação da Capital mineira com Betim, Nova Lima e Confins, na Região Metropolitana. E os projetos avaliados para cargas teriam tanto trechos independentes, como a extensão da Ferrovia do Aço até Belo Horizonte, quanto grandes corredores levando a portos, além do Ferroanel na RMBH.

Fonte e foto: ALMG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *