• (35) 2105-5555
  • csul@correiodosul.com
  • Rua Marcelino Rezende, 26 - Parque Catanduvas

Seinfra e EPR Vias do Café se reúnem com autoridades de Varginha e Guaxupé

A primeira etapa do programa de concessão prevê a retomada das condições de trafegabilidade das vias e realização de melhorias iniciais, proporcionando mais fluidez e segurança aos usuários.

Foto: EPR Vias do Café

Na sexta-feira (14), equipes da Secretaria de Estado de Infraestrutura, Mobilidade e Parcerias (Seinfra) e EPR Vias do Café estiveram reunidas para esclarecer dúvidas sobre o projeto de concessão do lote 3 do programa de concessão do Estado de Minas Gerais, Varginha-Furnas. As reuniões aconteceram nas cidades de Varginha e Guaxupé e contaram com a presença do secretário de Estado de Infraestrutura, Mobilidade e Parcerias, Pedro Bruno, prefeitos, deputados e associações da região, que puderam conversar diretamente com os representantes do estado e da concessionária e conhecer o cronograma de execução dos trabalhos previstos no contrato.

A primeira etapa do programa de concessão prevê a retomada das condições de trafegabilidade das vias e realização de melhorias iniciais, proporcionando mais fluidez e segurança aos usuários. O programa de concessão do lote 3 prevê a recuperação, manutenção e conservação das rodovias, a realização de obras de ampliação e melhorias e a prestação de serviços de atendimento aos usuários, com destaque para os serviços de atendimento mecânico e médico pré-hospitalar.

Desde o início da administração do contrato, já foram investidos mais de R$ 308,2 milhões em melhorias ao longo dos 432,8 km de extensão das seis rodovias sob concessão da EPR Vias do Café. Somente em recuperação de pavimento, foram executados 582 km de micro revestimento e 157 km de fresagem e recomposição.

Ao longo dos 30 anos de administração, estão previstos investimentos em obras de ampliação da capacidade das vias, construção e melhorias dos dispositivos de acesso público e benefícios para pedestres rotatórias e retornos, considerando: 30,41 km de faixas adicionais; 236,35km de acostamentos, 6,9km de Vias Marginais, 59 melhorias em acessos, 33 adequações de pontes e viadutos, 7,64 Km de duplicação, 56 paradas de ônibus, 7 travessias de pedestres e 48 dispositivos como rotatórias e retornos.
A partir do início da operação, a concessionária oferecerá atendimento 24 horas pelo 0800 265 0491, com atendimento médico pré-hospitalar, guinchos etc.

É importante ressaltar que o contrato de concessão do lote 3 disponibiliza um mecanismo de descontos para os usuários frequentes da rodovia, no qual quanto mais o motorista roda pela rodovia menos paga de pedágio. O desconto está disponível para veículos de categoria leve que tiverem etiqueta eletrônica de passagem em via automática. O Desconto de Usuário Frequente (DUF) é um programa que possibilita uma redução progressiva no valor da tarifa de pedágio, conforme a regularidade das viagens feitas pelo usuário, e começará a valer no início da operação das praças de pedágio. Os descontos progressivos são contabilizados a partir da segunda passagem pela mesma praça, no mesmo sentido, dentro do mesmo mês.

O cálculo do DUF será diferente para cada praça de pedágio. Veja alguns exemplos da economia que os motoristas podem ter ao usar a TAG e ser beneficiado pelo DUF. Aqui estamos considerando uma tarifa R$ 14,30*.

Na BR-146, em Muzambinho, por exemplo, o motorista pagará R$ 14,30 de pedágio na primeira passagem. Com o DUF, este valor passará para R$ 0,08 na 10ª passagem nesta mesma praça, dentro do mês, e o valor da tarifa cairá para zero (R$ 0,00) a partir da 15ª passagem. Ou seja, quem utiliza a rodovia 3 vezes por semana terá uma tarifa média de R$ 2,72 por passagem dentro do mês, valor muito inferior a qualquer pedágio da região que não conta com o DUF.

Já na cidade de Três Corações, o usuário que trafega pela rodovia CMG-491 pagará R$ 5,10 na 10ª passagem, R$ 1,82 na 20ª passagem e R$ 0,52 na trigésima passagem dentro do mesmo mês. Ou seja, o usuário que utiliza a rodovia 3 vezes por semana pagará R$ 8,23 de tarifa média de pedágio no mês.

A tarifa pedágio de R$ 14,30 foi calculada para o início da cobrança até 30/6/2024 e deverá ser reajustada em função da variação inflacionária até o início efetivo da cobrança do pedágio.

Fonte: EPR Vias do Café