• (35) 2105-5555
  • csul@correiodosul.com
  • Rua Marcelino Rezende, 26 - Parque Catanduvas

Secretaria Municipal de Saúde informa sobre desabastecimento de medicamentos na rede pública e privada

Motivos para a falta de medicamentos são: o fechamento de portos na China, principal fornecedor de insumos para a indústria farmacêutica.

Redação CSul

A Prefeitura de Varginha, por meio da Secretaria Municipal de Saúde, informou que o
desabastecimento de remédios essenciais nas redes públicas e privadas tem sido motivo de grande preocupação para os gestores municipais e de todas as regiões de Minas Gerais e do Brasil.

A falta de medicamentos essenciais, entre eles medicamentos que tratam doenças respiratórias, conforme informação recebida do Conselho Federal de Farmácia (antibióticos, anti-inflamatórios, antialérgicos, xaropes, soro fisiológico etc) se dá por falta de insumos provocada pela Pandemia da Covid-19, que até hoje reflete na economia mundial. Há falta também de medicamentos utilizados para tratamento de doenças crônicas, como hipertensão e diabetes.

Os motivos para a falta de medicamentos são: o fechamento de portos na China, principal fornecedor de insumos para a indústria farmacêutica, a demanda reprimida de cirurgias eletivas e ainda a chegada do inverno (que aumenta consideravelmente o número de doenças respiratórias).

De acordo com a Coordenadora Farmacêutica Daniela Aparecida de Abreu e com o Secretário Municipal de Saúde, Armando Fortunato Filho a Prefeitura Municipal de Varginha não tem medido esforços para aquisição de medicamentos com a maior brevidade possível para abastecimento das Unidades Básicas de Saúde.