Protocolo autoriza aulas presenciais sem a necessidade de rodízio entre turmas em Varginha

Medida foi tomada pela prefeitura em conjunto com órgãos municipais de saúde e educação. A mudança é válida apenas para turmas do maternal ao 2º ano do ensino fundamental; aulas remotas continuarão sendo oferecidas.

Redação CSul/Foto: Divulgação Prefeitura de Varginha

A Prefeitura de Varginha, em conjunto com as Secretarias Municipais de Educação e Saúde, alterou o protocolo específico para a educação na cidade. Segundo documento, estão autorizadas as aulas presenciais sem a necessidade de rodízio entre as turmas. A medida é válida para turmas do maternal ao 2º ano do ensino fundamental. Apesar das mudanças, pais e alunos que não se sentirem confortável com o retorno, poderão acompanhar as aulas de forma remota.

De acordo com a Vigilância Sanitária, é necessário que, entre as medidas de proteção, aconteça o espaçamento entre alunos e professores de, no mínimo, 1,0 m. Além disso, conforme a vigilância, o retorno às atividades presenciais dos colaboradores do grupo de risco deve ser analisado individualmente, de acordo com avaliação médica ou dos serviços de medicina e segurança do trabalho.

Secretaria Municipal de Educação se reúne com diretores

A Secretaria Municipal de Educação realizou, nesta quinta-feira (2), uma reunião com os diretores escolares da rede municipal de ensino com o objetivo de repassar as orientações da nova versão do Protocolo Sanitário Específico para a Educação e alinhar as ações da rede municipal, dando continuidade aos protocolos de segurança sanitário implantados e adequando-os às novas diretrizes da Vigilância Sanitária.

De acordo com o documento, a partir do próximo da 13, alunos que estão na creche e pré-escola, além daqueles que frequentam 1º e 2º ano do ensino fundamental, estão aptos a retornarem sem o sistema de rodízio.

“O retorno nesse novo modelo (sem o rodízio de turmas) será gradual, para que possamos acompanhar e avaliar os resultados, pontualmente, junto às famílias e aos profissionais da educação. O retorno dos demais alunos dependerá da autorização da Superintendência Especial de Enfrentamento à Covid-19 e da Vigilância Sanitária, que farão o acompanhamento e avaliação do cenário em nosso município” – disse a secretária de Educação, professora Gleicione.

Ensino privado

O ensino privado seguirá o mesmo protocolo definido para a rede municipal, exceto com relação a data. Para as instituições particulares, o retorno sem o sistema híbrido está autorizado para acontecer no dia 8.

Vale ressaltar que, há cerca de um mês, instituições da rede privada e municipal tiveram sinal verde para receberem os alunos de forma presencial nas escolas. Desta vez, sem intervalos de 15 dias entre as turmas. Desde então, estudantes têm se revezado entre aulas presenciais e remotas.

Diante da adesão dos alunos às aulas presenciais e, considerando a imunização dos profissionais da educação, representantes das unidades privadas de Varginha se reuniram com o prefeito Vérdi Melo, e solicitaram estudo para o retorno de 100% dos alunos nas instituições de ensino. O pedido considerava, principalmente, escolas menores e turmas do maternal, que perante legislação não podem ter mais de 10 alunos em sala.

O CSul, em contato com algumas escolas privadas de Varginha foi informado que, as unidades estão seguindo rigorosamente todas as medidas de prevenção ao novo coronavírus e, atualmente, recebem cerca de 80% dos alunos nas escolas, sendo 40% em cada semana, enquanto 20% acompanha as aulas somente de forma remota.

Ainda conforme informado ao CSul, após a liberação das turmas sem intervalos, o fluxo de alunos melhorou nas unidades. Anteriormente, a média diária era de quatro a cinco alunos, atualmente, entre 10 a 14 estudantes comparecem para acompanhar as aulas de forma presencial.

De acordo com o prefeito de Varginha, Vérdi Lúcio Melo, o maior desejo é contar com todos os alunos dentro das escolas novamente. “Nosso maior desejo é poder contar novamente com todos os alunos dentro da escola, pois estamos prontos para recebê-los com muito carinho e cuidado, dentro dos protocolos necessários para a segurança de todos e, sobretudo, respeitando o desejo das famílias em optar nesse momento ou pelo retorno presencial, ou pelo modelo remoto” – enfatizou o prefeito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.