• (35) 2105-5555
  • csul@correiodosul.com
  • Rua Marcelino Rezende, 26 - Parque Catanduvas

Prefeitura e Associação Médica disponibilizam consultas por WhatsApp

Atendimentos médico e psicológico estão disponíveis para população

A Prefeitura de Varginha, juntamente com a Associação Médica, lançaram medidas para ajudar a população no enfrentamento ao Coronavírus. Atendimentos médico e psicológico estão disponíveis para população.

O programa ‘Alô Doutor’ oferece atendimento médico por telefone durante a quarentena, com objetivo de evitar que as pessoas se dirijam às unidades de saúde em casos que podem ser orientados pelos médicos pelo celular.

O prefeito em exercício Vérdi Lúcio Melo explica que “24 horas por dia 30 médicos estão à disposição de quem precisar fazer uma consulta. São esses médicos que vão orientar as pessoas se elas devem ir a um posto de saúde com atendimento presencial”. Vérdi enfatiza que as policlínicas estão atendendo somente casos necessários ou indicados pelos médicos da telemedicina.

Também está disponível o plantão de atendimento dos psicólogos da rede municipal de saúde para as pessoas que sentirem necessidade. O plantão funciona mais ostensivamente durante o dia, mas também presta assistência à noite e aos finais de semana.

O psicólogo Anderson José explica que nesse período de isolamento social é mais comum as pessoas aumentarem a ansiedade e quem já tem algum transtorno psicológico como a depressão pode ter mais dificuldade com o confinamento. “Entre as manifestações de dificuldade em dias como esses atuais, as pessoas podem apresentar irritabilidade, insônia e compulsão por alimentos”, explica Anderson. Ele ressalta porém, que não se tratada de uma psicoterapia, ou seja, esse serviço é um plantão para atender pontualmente a população nessa época do enfrentamento ao coronavírus.

Para melhor atender a população, a cidade foi dividida em quadrantes e de acordo com o local onde a pessoa mora, ela deverá telefonar para o profissional determinado pela Secretaria Municipal de Saúde – SEMUS que fará o atendimento de urgência psicológica. Anderson lembra que para as pessoas que moram sozinhas, o isolamento social é pior e reforça que quem precisar pode ligar e entrar em contato com os psicólogos.

Redação CSul – Iago Almeida / Foto: Dmytro Zinkevych/Shutterstock.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.