Prefeitura de Varginha e Sinpromag divulgam números diferentes de profissionais contaminados por coronavírus na Rede Municipal de ensino

Administração municipal diz que 10 servidores foram contaminados com a Covid-19, todavia Sindicato afirma que são 14; Vérdi pede à população que confie nos protocolos sanitários.

Redação Csul/Foto: Reprodução

Prefeitura de Varginha e Sindicato dos Profissionais do Magistério da Rede Pública Municipal (Sipromag), parecem não falar a mesma língua quando o assunto é voltado à contaminação de professores na Rede Municipal de Ensino. Isso porque, a administração municipal diz que 10 servidores foram contaminados com a Covid-19, todavia o Sindicato afirma que são 14.

Durante live realizada nesta quinta-feira (27), a Secretária Municipal de Educação, Gleicione Souza, disse que quatro professores da pré-escola, que vai até o nono ano e seis que atuam em Cemei’s, testaram positivo. Ainda conforme a secretária, todas estão bem e em recuperação.

Já pelo lado do Sinpromag, além da conta ser maior, o Sindicato também pediu que a prefeitura reveja a questão das aulas presenciais.

“Chegamos a 14 casos. Infelizmente temos profissionais até internados, a gente torce para recuperação. Mas a situação pode complicar e a gente acha que é preciso rever isso. A questão do número de alunos cresce a cada dia. A família tem que suspender a vinda à escola porque tem membros da família que estão contaminados”, falou o presidente do Sipromag, Nelson Pereira de Andrade – disse o presidente do Sindicato, em entrevista à EPTV.

Vérdi pede à população que confie nos protocolos sanitários adotados no combate à pandemia

Ainda durante a transmissão da live, Vérdi pediu que a população acredite nos protocolos sanitários estabelecidos pela prefeitura. “Nossos protocolos são bons e eficientes, foram copiados por outras cidades. Dependemos da população, dos professores. Não adianta ter um protocolo eficiente se não tivermos o apoio. Se não, não vamos conseguir avançar no combate. Não podemos credenciar as infecções à volta às aulas”, cometou o prefeito.

Para o chefe do Executivo, é preciso apoio dos munícipes para avançar no combate ao coronavírus.

Segundo o procurador geral do município, Evandro Santos, todos os protocolos adotados para volta às aulas foram seguidos. Conforme Evandro, os alunos foram separados no modelo híbrido – com turmas sendo divididas em grupos, sendo que a cada semana, um desses grupos vão às aulas e o outro fica em casa. Já na terceira semana, ambos seguem com aulas remotas -.

De acordo com o Secretário Municipal de Saúde, Luiz Carlos Coelho, antes mesmo do retorno das aulas o número de confirmações da doença em Varginha já estava subindo. Coelho disse, ainda, que pouco antes do retorno, 22 casos haviam sido confirmados.

Vérdi finalizou dizendo que, “não queremos colocar vidas em risco. Avançamos quando necessário e recuamos também quando necessário”, falou o prefeito.

*Com informações: G1 Sul de Minas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.