• (35) 2105-5555
  • csul@correiodosul.com
  • Rua Marcelino Rezende, 26 - Parque Catanduvas

Forte chuva deixa pontos de alagamentos, arranca árvores e encobre carro em Varginha

Nesta quarta-feira (28), uma forte chuva que caiu em Varginha causou estragos e pontos de alagamentos pela cidade. Segundo informações do Instituto Somar de Meteorologia, os ventos foram de pelo menos 70 quilômetros por hora. Já o volume de chuva chegou a 16,2 milímetros.

Pelo menos cinco árvores foram derrubadas devido aos fortes ventos. Na Praça Getúlio Vargas, no Centro, uma árvore chegou a ser arrancada pela raiz. Próximo à Prefeitura Municipal, uma árvore caiu sobre um carro.

Árvore é arrancada quase pela raiz no Centro de Varginha / Foto: Pedro Henrique Valério Carvalho
Árvore cai sobre carro próximo à Prefeitura de Varginha / Foto: Reprodução Redes Sociais

Já no bairro Santa Maria, o córrego que corta o bairro transbordou. Parte da Avenida São José também ficou alagada. Vidros de um prédio em construção voaram próximo a uma faculdade, na Rua José Gonçalves Pereira,Vila Pinto.

No bairro Pinheiros, uma casa ficou destelhada. Próximo à Avenida Plínio Salgado, um carro ficou encoberto pela água.

Carro fica encoberto pela água próximo à Avenida Plínio Salgado / Foto: Luiz Pedro

Diversos bairros ficaram sem energia até às 20 horas, devido à queda de telhas que arrebentaram cabos da rede elétrica. Muitas folhas e galhos de árvores voaram até 30 metros de altura, com os ventos dos temporais.

Algumas universidades tiveram as aulas suspensas na noite desta quarta-feira.

Ocorrências provocadas por temporal aumentaram 600%

A Cemig registrou um aumento de cerca de 600% no número de ocorrências registradas no sistema elétrico em decorrência de galhos, árvores e objetos lançados sobre os cabos da rede de energia, durante o temporal com ventos de forte intensidade que atingiram Varginha nesta quarta-feira (28).

Durante o temporal, houve bloqueio de três alimentadores (linhas de distribuição que saem da subestação e abastecem energia para a cidade). Imediatamente, equipes da empresa iniciaram a inspeção nos circuitos atingidos e realizaram manobras para o restabelecimento das cargas, que aconteceu de forma gradativa.

Cerca de 95% dos clientes atingidos por esta ocorrência tiveram o fornecimento de energia normalizado por volta das 20 horas da quarta-feira.

Os bairros que tiveram maior número de clientes desligados foram: Santa Luiza, Vila Murad, Bom Pastor, Vila Paiva, Parque do Retiro, Jardim Aurea, Boa Vista, São Geraldo, Bela Vista, Jardim Petrópolis, Catanduvas, Vila Verde, Corcetti, ParqueRinald, Jardim Estrela, MontSerrat, Fátima, Vila Bueno, Novo Horizonte e Canaã.

Equipes da Cemig trabalharam ininterruptamente desde o início das ocorrências. Foram reforçadas as equipes em campo, com apoio de eletricistas de outras cidades da região.

Os profissionais permaneceram nas ruas nesta quinta-feira (1º), em diversos pontos da cidade, trabalhando na remoção de objetos que comprometeram as redes e no reparo de danos a equipamentos.

Devido à complexidade dos danos causados à rede de energia, alguns serviços demandaram mais tempo para atendimento.

Redação CSul / Ana Luísa Alves / Fotos: Simão domingos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.