Conceição Evaristo faz abertura da Feira Literária das Águas Virtuosas

Realizada de forma totalmente online, a Feira oferecerá gratuitamente mais de 40 atrações artísticas e culturais.

Entre os dias 07 e 16 de maio, acontece a V Feira Literária das Águas Virtuosas (FLAVIR). Realizada de forma totalmente online, a Feira oferecerá gratuitamente mais de 40 atrações artísticas e culturais, em parceria com artistas e instituições das cidades de Cambuquira, Caxambu, Lambari, São Lourenço, Três Corações e Varginha. A programação poderá ser acompanhada pelo site www.flavir.org.

Nesta edição, a FLAVIR homenageia a escritora mineira Conceição Evaristo, um dos principais nomes da literatura nacional. Vencedora do Prêmio Jabuti, em 2015, e considerada Personalidade Literária do Ano, em 2019, Evaristo dedica sua obra ao universo das mulheres negras e à ancestralidade na negritude brasileira. Doutora em literatura, ela criou, há mais de três décadas, o conceito de “escrevivência”, em referência à escrita do cotidiano e da memória de pessoas e povos que há séculos têm sido silenciados. A palestra da escritora está marcada para as 19h.

A Associação de Poetas e Escritores do Sul de Minas e a Fundação Cultural de Varginha participam da programação no dia 14 de maio com a peça infantil Madame Pink Conta Histórias (10h30), Entrevista com o Ambientalista Ronipeterson Landim Costa (14h), lançamentos de Livros de Escritores da APESUL publicados na Pandemia (17h), entrevista A Biblioteca em tempos de internet (19h), Lançamento da Estação dos Contos com os Escritores da APESUL (19h30), entrevista e apresentação do pianista Francis Vilela (20h30). “Para nós da Fundação Cultural de Varginha é uma honra participar da Flavir, que conseguiu reunir diversas atividades culturais das nossas cidades da região”, destaca Marquinho Benfica, diretor-superintendente da Fundação Cultural.
A Feira terá parte de sua programação dedicada à rememoração da relação dos povos com as fontes do Circuito das Águas do Sul de Minas Gerais e aos conflitos ambientais na região. Nesse flanco, destaque para o filósofo indígena Ailton Krenak – uma das vozes mais respeitadas no debate ecológico internacional –, que proferirá a Conferência de Encerramento da feira. E para Aline Pachamama, escritora, editora e doutora em História, que é representante da etnia indígena Puri, povo guardião das terras altas da Mantiqueira, e falará desde o coração da floresta.

Além de Conceição Evaristo e Ailton Krenak, a V FLAVIR destacará o Mestre P.MC, Rapper, arte-educador e um dos principais nomes do nascedouro do hip-hop nacional, na década de 1980. Ele compôs cinco álbuns solo, dezenas de singles e centenas de participações em músicas e discos, e é um dos compositores da música-tema da FLAVIR 2021. No final dos anos 90, P.MC foi o primeiro arte-educador a lançar mão de elementos da cultura hip-hop para alfabetizar jovens em conflito com a lei, nas unidades da antiga Febem, em São Paulo. Em 2014, com o projeto “Pé de Palavra”, o rapper passou a promover a alfabetização por meio do uso de rimas e trava-línguas originais. Na feira literária, a “Pedagogia de Rua” de Mestre P.MC será apresentada em três cursos de arte-educação, destinados a crianças, adolescentes e professores alfabetizadores.

Fonte e fotos: Ascom Fundação Cultural de Varginha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.