• (35) 2105-5555
  • csul@correiodosul.com
  • Rua Marcelino Rezende, 26 - Parque Catanduvas

Acusado de matar homem no Centro de Varginha em 2016 é condenado a 16 anos de prisão

Pedro Augusto de Souza esfaqueou Daniel Messano na frente da filha após uma briga de trânsito.

Redação CSul/Foto: Thiago Luz/EPTV

O homem acusado de esfaquear e matar outra pessoa após uma briga de trânsito, no Centro de Varginha, em 2016, foi condenado nesta terça-feira (2), a 16 anos de prisão em regime fechado.

O julgamento de Pedro Augusto de Souza começou durante a manhã e ocorreu até o início da noite. À época, Pedro esfaqueou Daniel Messano na frente da filha – de sete anos – após uma confusão entre ambos. O crime ocorreu em frente a um restaurante, local que um dos homens havia estacionado para comprar um marmitex.

Em depoimento à polícia, Pedro alegou legítima defesa pois, segundo ele, após a confusão no trânsito, Daniel desceu do carro e o agrediu com um murro na boca. A vítima foi morta com duas facadas.

De acordo com o Tribunal de Justiça, 25 pessoas foram convocadas e cinco compuseram o júri popular. Cinco familiares de cada parte puderam estar presentes no julgamento. Em virtude da pandemia, o uso de máscara era obrigatório.

Uma faca de 20 centímetros foi usada no crime. Pedro foi preso pouco tempo depois, mas foi solto em 2017 e aguardava o julgamento.

Agora, o acusado cumprirá a pena em regime fechado.

*Com informações: G1 Sul de Minas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.