• (35) 2105-5555
  • csul@correiodosul.com
  • Rua Marcelino Rezende, 26 - Parque Catanduvas

Secretaria de Agricultura abre inscrições para o IV Seminário Mineiro da Cachaça

Minas Gerais tem tradição na produção da bebida e lidera o ranking nacional com 1.778 produtos registrados.

Foto: Carlos Alberto Pereira / Imprensa MG.

Estão abertas as inscrições para o IV Seminário Mineiro da Cachaça, que será realizado nos dias 6 e 7/12, no auditório da Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais (Fapemig), em Belo Horizonte.

Promovido pelo Governo de Minas, por meio da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), o evento gratuito vai reunir produtores, técnicos e instituições representativas do setor para discutir a preservação e valorização da produção da cachaça em Minas Gerais, bem como preparar os produtores para inserção da bebida no mercado internacional. Os interessados em participar do evento podem fazer a inscrição neste link.

O Seminário Mineiro da Cachaça é realizado pela Secretaria de Agricultura desde 2018. Em virtude das medidas de restrição impostas durante a pandemia, o evento foi suspenso em 2020, retornando no ano seguinte no formato virtual. Esta quarta edição retoma o encontro presencial.

Segundo a diretora de Comercialização e Mercados da Seapa, Jaqueline de Fátima Santos, os temas de todos os seminários são consultados e aprovados na Câmara Setorial da Cachaça. “É a instância que reúne produtores e entidades representativas e onde são apresentadas as necessidades de todo o segmento. Temos produtores em todo o estado com vários estágios de maturidade, e os temas selecionados procuram atender as principais demandas”, afirma.

Tradição

Minas Gerais se destaca como o estado com maior número de municípios que apresentam ao menos uma cachaçaria registrada. “Em cada três municípios que possuem cachaçarias registradas, um está em Minas Gerais. O estado também lidera o ranking nacional com 1.778 produtos registrados, mais de mil registros a mais do que o estado de São Paulo, segundo colocado”, detalha a diretora da Seapa Jaqueline Santos.

Exportação

A exportação brasileira de cachaça experimentou significativa recuperação em 2021, frente ao cenário de 2020. O crescimento, no ano passado, foi de 29,5% no volume exportado, superando 7,2 milhões de litros.

Em relação ao valor, a receita foi de aproximadamente US$ 13,2 milhões, com aumento de 38,4%, o que representa um valor médio de cerca de US$ 1,82 por litro. Em 2021, a cachaça foi exportada para 67 países, sendo os principais mercados o Paraguai, Alemanha e Estados Unidos.

Confira a programação completa do seminário no site da Seapa

Fonte: Agência Minas.