Polícia acredita que mesma quadrilha possa estar por trás de novos ataques a bancos no Sul de MG

Polícia Civil de Paraguaçu (MG) procura por outros integrantes de uma quadrilha suspeita de render gerentes fora do banco e até sequestrar alguns deles, junto com familiares, para roubar agências em várias cidades do Sul de Minas. A polícia acredita que essa quadrilha possa estar por trás de novos ataques registrados nesta semana, em Divisa Nova e Fama.

Banco do Brasil foi assaltado na manhã desta quarta-feira (28) em Divisa Nova Foto: Reprodução EPTV

“No mesmo dia dos acontecidos, nós fomos a campo e conseguimos averiguar o mesmo modo específico de agir em suas minúcias, que é igual aos crimes cometidos anteriormente, como utilização de toca ninja, luvas cirúrgicas, retenção da família do gerente, aquele mesmo modo todo igual aos crimes anteriores. Eles utilizam sempre esse modo de agir, que é o sequestro do gerente e da família da vítima para poder ir ao banco pela manhã e fazer a retirada dos valores”, disse o delegado Bruno Esteves Costa.

A mesma quadrilha pode ter sido responsável por 10 ataques a agências bancárias na região. No último dia 17, o chefe da quadrilha foi preso em Ubatuba, no litoral de São Paulo. Segundo o delegado, a suspeita é que os integrantes do bando sejam de Alfenas e região.

 “Como a quadrilha, a maioria dos integrantes têm residência em Alfenas e região, isso facilita estrategicamente para ele programarem o crime. Eles conhecem as estradas vicinais, conhecem as rotas de crime, conseguem arrumar lugar mais facilmente para fazer o cativeiro, então isso é muito propício para a quadrilha”, disse o delegado.

Outros três suspeitos de fazer parte da quadrilha já tinham sido presos. Dois deles aguardam julgamento em liberdade. A polícia acredita que o inquérito que investiga os ataques possa estar concluído em 10 dias.

Fonte: G1 Sul de Minas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.