Operação Divisas Integradas apreende quase cinco toneladas de drogas no Estado

A ação, que buscou reforçar as atividades de combate ao crime, principalmente nas regiões que dividem o estado com São Paulo e Rio de Janeiro, durou oito dias.

Quase cinco toneladas de drogas foram aprendidas pelas polícias mineiras durante a Operação Divisas Integradas IV, finalizada às 17h de quinta-feira (20). A ação, que buscou reforçar as atividades de combate ao crime, principalmente nas regiões que dividem o estado com São Paulo e Rio de Janeiro, durou oito dias. Foram realizadas atividades de inteligência, cumprimentos de mandados de prisão e ações ostensivas de abordagem nas rodovias estaduais.

Foram fiscalizados 1.425 veículos em Minas Gerais, resultando na apreensão de oito armas de fogo, 338 munições e R$ 1.830 em espécie. Além disso, dois veículos roubados foram recuperados, 60 prisões foram realizadas e, ainda, quatro adolescentes apreendidos.

Esta edição da operação Divisas Integradas IV foi realizada em parceria com São Paulo e Rio de Janeiro. A iniciativa marca a integração entre as Secretarias de Segurança e as polícias dos três estados envolvidos. Somados, os efetivos de Minas, São Paulo e Rio ultrapassam 20 mil policiais envolvidos, além de agentes do Exército Brasileiro, da Marinha e Polícia Rodoviária Federal. Também foram empenhadas 6.770 viaturas, 17 aeronaves, 17 drones, 142 cães e 91 embarcações nas unidades da federação. 

Avaliando-se a atuação conjunta dos três Estados, o total de drogas apreendidas chega a 5,8 toneladas. Também foram efetuadas as prisões de 657 pessoas, retiradas de circulação 56 armas e recuperados 48 veículos roubados.

“O que está acontecendo hoje, com esse modelo de operação, é o sonho de todo agente de segurança pública: atuar de forma integrada, com todas as polícias unidas, e uma operação com sucesso absoluto”, ressaltou o secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), Rogério Greco.

Em Minas, a operação contou com o envolvimento conjunto de profissionais da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública, principalmente do Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Penal, Corpo de Bombeiros Militar, Sistema Socioeducativo e Receitas Estadual e Federal.

Operação

A atuação ostensiva nas rodovias das áreas de divisas, nos dias 19 e 20/5, contou com 30 pontos de abordagens. Na Zona da Mata, foi erguida uma barreira especial, na BR-040, próximo à cidade de Simão Pereira. No local, o Centro Integrado de Comando e Controle Móvel – carreta com tecnologia embarcada e de ponta, com câmeras de longo alcance e capacidade de realizar imagens noturnas e térmicas – prestou apoio a todas as forças.

O subsecretário de Integração e Planejamento Operacional da Sejusp, Bernardo Naves, destacou a importância da atuação integrada de todas as forças de segurança como fator fundamental para o sucesso da operação. “Somente com as forças trabalhando em sinergia somos capazes de conquistar bons resultados, garantindo a diminuição da criminalidade e mais segurança para todos de um modo geral. Encerramos a operação com a sensação de que fizemos um bom trabalho”, avaliou.

Na quarta-feira (19), primeiro dia da operação, estiveram in loco para acompanhar e apoiar os profissionais em trabalho, na Zona da Mata, o secretário da Sejusp, Rogério Greco, o chefe da Polícia Civil, Joaquim Francisco Neto e Silva, e o superintendente regional da Polícia Federal em Minas, Marco Antônio Territo.

Divisas Integradas

Esta foi a quarta fase da operação Divisas Integradas – primeira deste ano. O marco desta edição foi a participação do Rio de Janeiro – estado que até então não tinha composto a ação interagências.

A primeira operação foi deflagrada em julho do ano passado entre os estados de São Paulo e Minas Gerais. Em agosto de 2020, mais uma ação foi realizada, reunindo o território paulista e o estado do Paraná. A terceira fase, em outubro, uniu pela primeira vez mais de duas unidades federativas, contando com a participação de forças de segurança de São Paulo, Minas Gerais, Paraná e Mato Grosso do Sul.

Fonte: Agência Minas/Foto: Bernardo Carneio/Sejusp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.