• (35) 2105-5555
  • csul@correiodosul.com
  • Rua Marcelino Rezende, 26 - Parque Catanduvas

Intervenções teatrais trazem inquietações dos estudantes de Belo Horizonte

Apresentações foram realizadas durante a 3ª Mostra de Arte do CEFET-MG.

Foto: CSul.

A pouca voz que os estudantes têm na Instituição, a invisibilidade dos trabalhadores terceirizados, o cotidiano maçante e a sociedade produtivista. Estas foram algumas das inquietações que guiaram as intervenções artísticas e teatrais apresentadas por alunos do primeiro ano do ensino técnico dos campi de Belo Horizonte, durante a 3ª Mostra de Arte do CEFET-MG. A iniciativa fez parte de disciplina do Departamento de Arte, Design e Tecnologia (DADT), ministrada pela professora Luciana Cezário.

Luciana explica que, durante as aulas, discutiu com os estudantes três maneiras de se pensar as artes cênicas: o Teatro Dramático, modo mais conhecido, com “história, personagens, divisão entre palco e plateia”; o Teatro Épico, que “busca transformação da realidade”; e o Teatro Contemporâneo, base usada pelos alunos para criar as intervenções apresentadas. Segundo Luciana, “o foco dos trabalhos foi a corporalidade e a presença dos estudantes e as relações que nós criamos com as espacialidades do campus”. As ações partiram das inquietações, urgências e pensamentos dos estudantes. De acordo com a professora, no Teatro Contemporâneo é comum que as criações tenham rastros autobiográficos e estejam conectadas com o cotidiano.

Assim, os estudantes realizaram performances por todo o campus Nova Suíça, chamando a atenção e despertando a curiosidade de quem passava. Confira as sinopses e fotos das intervenções.

Fonte: CEFET-MG.