• (35) 2105-5555
  • csul@correiodosul.com
  • Rua Marcelino Rezende, 26 - Parque Catanduvas

Exportações do agronegócio mineiro alcançam novo recorde, com US$ 15,3 bilhões em 2022

Volume de 13,6 milhões de toneladas também se destaca como o maior já comercializado pelo segmento.

Foto: Seapa / Divulgação.

As exportações do agronegócio mineiro alcançaram o valor recorde de US$ 15,3 bilhões em 2022, confirmando o bom desempenho dos meses anteriores e fechando o ano com o melhor resultado das vendas externas de toda a série histórica. Além do valor, o volume, de 13,6 milhões de toneladas, também se destaca como o maior já comercializado. 

No acumulado de janeiro a dezembro, a receita teve acréscimo de aproximadamente 46%, na comparação com o mesmo período de 2021. Os embarques de produtos agropecuários de Minas Gerais representaram 38,2% da pauta mineira de exportação, o maior percentual da série histórica, com início em 1997. 

Na avaliação do secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Thales Fernandes, o agronegócio mineiro mostrou sua força e importância para o estado, num ano marcado pela alta demanda dos alimentos em todo o mundo e o aumento das inserções dos produtos mineiros nos principais mercados internacionais. “A receita é praticamente a soma do valor arrecadado em 2018 e 2019, período anterior ao início da pandemia, quando as vendas alcançaram US$ 15,8 bilhões nos dois anos somados”, compara.  

Seapa / Divulgação


Pauta diversificada 

A pauta exportada pelo agronegócio mineiro engloba um mix de 608 diferentes produtos agropecuários, que foram enviados para 152 países. Os principais destinos foram a China (US$ 4,6 bilhões), Estados Unidos (US$ 1,6 bilhão), Alemanha (US$ 1,5 bilhão), Itália (US$ 786 milhões) e Bélgica (US$ 696 milhões). 

Café 

Principal produto da pauta de exportações do agronegócio mineiro, o café apresentou recorde e a melhor performance das exportações, tanto no valor quanto no volume. O segmento alcançou US$ 6,9 bilhões (45% do valor exportado pelo agro mineiro), com o embarque de 28,5 milhões de sacas. 

O resultado foi puxado pelo aumento significativo das compras por parte dos parceiros mais costumeiros: Alemanha, Estados Unidos e Bélgica, além de outros 65 destinos internacionais. 

Complexo Soja 

As exportações do complexo soja (grão, farelo e óleo) somaram US$ 3,6 bilhões (+49%) e 5,8 milhões de toneladas embarcadas (+13%), recorde para as vendas da commodity.  

Carnes 

As carnes também obtiveram recorde com a receita de US$ 1,7 bilhão e 418 mil toneladas. As vendas já vinham crescentes e obtiveram expressivo aumento. 

A carne bovina liderou os embarques do segmento com US$ 1,4 bilhão e 233 mil toneladas. Os principais países compradores foram China (US$ 1,2 bi), Emirados Árabes Unidos (US$ 66 mi), Singapura (US$ 58 mi) e Hong Kong (US$ 52 mi). 

Seapa / Divulgação


As carnes de frango obtiveram bom desempenho com registros de US$ 335 milhões e 159 mil toneladas embarcadas.  

Complexo Sucroalcooleiro 

No complexo sucroalcooleiro também houve recorde com US$ 1,4 bilhão e volume de 3,6 milhões de toneladas exportadas, o que representou uma elevação de 21% na receita em relação a 2021. 

Fonte: Agência Minas.