• (35) 2105-5555
  • csul@correiodosul.com
  • Rua Marcelino Rezende, 26 - Parque Catanduvas

Diretores Educacionais de Poços de Caldas são reconhecidos do Instituto Alcoa por práticas exemplares

Três diretores de escolas municipais de Poços de Caldas foram reconhecidos por suas práticas exemplares.

Foto: Prefeitura de Poços de Caldas

A Alcoa Poços de Caldas, em parceria com o Instituto Alcoa (IA) e a Interação Urbana, celebrou as conquistas de diretores escolares municipais que se destacaram em iniciativas educacionais. O evento, denominado “Reconhecimento Ecoa Gestão – Melhores Práticas”, realizado na Secretaria Municipal de Educação de Poços de Caldas, premiou diretores por projetos que promovem experiências educativas inclusivas, equitativas e de qualidade.

O programa Ecoa Gestão, em vigor desde 2020 nos municípios de Poços de Caldas, Juruti (PA) e São Luís (MA), colabora com as equipes das Secretarias Municipais de Educação, gestores escolares e coordenadores pedagógicos na implementação e monitoramento de planos estratégicos, além de auxiliar na elaboração de planos de ação de gestão escolar.

Três diretores de escolas municipais de Poços de Caldas foram reconhecidos por suas práticas exemplares. Roberto Ramiro, diretor da Escola Wilson Hedy Molinari, conquistou o primeiro lugar com o projeto “Plano de gestão dos nossos sonhos”. Em seguida, Cláudia Oliveira, diretora da Escola Professor Antônio Sérgio Teixeira, foi reconhecida pela “Mostra Cultural”. Na terceira colocação, Luciana Silva, diretora da Escola José Mamud Assan, foi premiada pelo projeto “Café com a Direção”.

Roberto Ramiro, com uma trajetória significativa na educação e ex-aluno da escola onde atua, compartilhou que o projeto vencedor estabelece metas a curto, médio e longo prazo nas áreas física, pedagógica e socioemocional, envolvendo educadores e alunos em conjunto.

Maria Cristina Gonçalves, gerente de Relações Externas e Comunicação da Alcoa Poços de Caldas, expressou orgulho pela contribuição do Ecoa Gestão. “Alcançamos 100% da rede municipal de escolas do ensino fundamental ao longo desses anos. É muito satisfatório ver os resultados em parceria com a Secretaria de Educação e perceber a potência dos alunos e profissionais da área”, afirmou.

A Secretária Municipal de Educação, Maria Helena Braga, ressaltou que os maiores beneficiados são os alunos. “A Alcoa trabalha para que os profissionais melhorem cada vez mais seus trabalhos, mas quem ganha com isso são os nossos estudantes, que podem contar com boas escolas, capazes de formarem bons cidadãos”, concluiu.

Sobre a Alcoa Poços de Caldas

A unidade de Poços de Caldas (MG) marca o início da trajetória da Alcoa no Brasil desde 1965. Com quase 1.200 colaboradores, a unidade concentra-se em pesquisa, desenvolvimento e aplicações que têm o potencial de transformar a indústria do alumínio.

Dedicada à produção de alumina, lingotes, tarugos e pó de alumínio, a planta destina produtos com baixa emissão de carbono para o mercado nacional e global, carregando o selo EcoSource. Em linha com a estratégia de mineração de baixo impacto da Alcoa, a unidade adota medidas para ampliar seu legado positivo.

A instalação da primeira planta de filtração da Alcoa no Brasil, em Poços de Caldas, foi um marco, transformando a disposição do resíduo de bauxita de úmido para seco – uma tecnologia de referência na indústria do alumínio, que promove inovação e sustentabilidade no processo.

Ao mesmo tempo, o Parque Ambiental, existente há 30 anos, atesta o compromisso sério da Alcoa com a recuperação de áreas mineradas. Com a primeira trilha do estado de Minas Gerais em área reabilitada com mata nativa, o Parque Ambiental é um espaço de educação ambiental e engajamento social.

Fonte: Prefeitura de Poços de Caldas