Decreto fecha comércio essencial em Cássia por 10 dias

Estabelecimentos como supermercados e farmácias poderão funcionar apenas de portas fechadas e com entrega em domicílio. Segundo a prefeitura, a justificativa para o documento é a falta de enfermaria e leitos de UTI voltados à Covid-19 – no município e na região.

Redação CSul/Foto: Divulgação Wikipédia

A Prefeitura de Cássia publicou, na manhã desta terça-feira (25), um novo Decreto Municipal. Conforme o documento, o comércio essencial e serviços considerados tal, serão fechados pelos próximos 10 dias. Estabelecimentos como supermercados e farmácias poderão funcionar apenas de portas fechadas e com entrega em domicílio.

Serviços como pizzarias, bares e semelhantes; padarias; açougues; casas agropecuárias; serviços pets; distribuidoras de gás e água mineral também só poderão funcionar de portas fechadas e com entregas.

Bancos, lotéricas e serviços de saúde só poderão funcionar mediante agendamento prévio. Escritórios de contabilidade, advocacia, cartórios e repartições públicas estão autorizadas a funcionar com atendimento interno.

Correios, indústrias e atividades rurais poderão funcionar mediante intensificação sanitária. Já os postos de combustíveis ficarão abertos somente para abastecimento. O transporte de passageiros intermunicipal e municipal funcionará com 50% da capacidade.

Atividades recreativas e físicas, além de clubes e práticas esportivas, estão proibidas. Aluguel de ranchos, chácaras e semelhantes, eventos públicos e particulares e utilização de parques infantis também estão suspensos.

De acordo com o decreto, as medidas passam a valer nesta quarta-feira (26) e seguirá até 6 de julho. Segundo a prefeitura, a justificativa para o documento é a falta de enfermaria e leitos de UTI voltados à Covid-19 – no município e na região.

*Com informações: G1 Sul de Minas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.