Covid-19: após avanço, cidades do Sul de Minas implantam medidas mais rígidas

Entre fechamento de comércio não essenciais, paralisação de indústrias, toque de recolher e, até mesmo, lockdown, cidades tentam conter o avanço do novo coronavírus.

Redação CSul/Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O aumento de casos e mortes por Covid-19 em cidades do Sul de Minas nos últimos dias, levou vários municípios a tomarem medidas mais rígidas no enfrentamento à pandemia. Entre fechamento de comércio não essenciais, paralisação de indústrias, toque de recolher e, até mesmo, lockdown, cidades tentam conter o avanço do novo coronavírus.

Guaxupé, Ibiraci, Lavras, Machado, Muzambinho e Três Corações adotaram decretos mais rígidos nos últimos dias.

Guaxupé

Em Guaxupé, a prefeitura divulgou um decreto na quinta-feira (27), proibindo o funcionamento de portas abertas de todo comércio não essencial. Os estabelecimentos poderão funcionar de portas fechadas e somente por delivery. Apenas supermercados, postos de combustíveis, setores de hotelaria e de saúde poderão receber clientes, cumprindo protocolos sanitários. O decreto já está em vigor e segue até 6 de junho.

Ibiraci

A Prefeitura de Ibiraci, além de decretar o fechamento do comércio não essencial, proibiu, também, a venda de bebidas alcoólicas e adotou lockdown. As medias entraram em vigor na quinta-feira (27). Segundo o documento, apenas os serviços essenciais poderão funcionar e somente por delivery. O decreto, que já está em vigor no município, segue até o dia 10 de junho.

Lavras

A cidade de Lavras fechou o comércio não essencial, proibiu a venda de bebidas alcoólicas e adotou toque de recolher. Conforme decreto, o comércio não essencial poderá funcionar somente por delivery. Somente áreas da saúde, hotelaria e postos de combustíveis poderão funcionar de portas abertas, seguindo todos os protocolos de saúde. O toque de recolher foi estipulado das 20h às 5h. O decreto já está em vigor na cidade e seguirá até o dia 7 de junho.

Machado

Em Machado, a prefeitura proibiu a venda de bebida alcoólica em toda circunstância, até mesmo, por delivery. Outra medida adotada foi o fechamento de indústrias de qualquer natureza. De acordo com o documento, todo o comércio, depósitos e barracões de estocagem de materiais de alimentos podem funcionar de portas fechadas e apenas por delivery. A circulação de pessoas de 20h às 5h, está proibida. O decreto é válido até 7 de junho.

Muzambinho

Em Muzambinho, todo comércio segue aberto, no entanto, com algumas medidas de restrições. Os estabelecimentos poderão funcionar das 5h às 20h, com apenas 30% da capacidade máxima. O horário também é válido para postos de combustíveis. Somente farmácias poderão abrir em horário interrupto. Em caso de descumprimento das medidas, o decreto prevê multa de até R$ 15 mil. Além disso, está proibida a circula de pessoas das 20h às 5h. O decreto segue até 7 de junho.

Três Corações

A Prefeitura de Três Corações emitiu um decreto na tarde de sexta-feira (28), estabelecendo que o comércio poderá funcionar apenas com 50% de sua capacidade máxima. Bares, restaurantes, lanchonetes e padarias poderão funcionar presencialmente até às 20h e depois disso, somente por delivery. O documento tem validade até o dia 14 de junho.

*Com informações: G1 Sul de Minas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.