• (35) 2105-5555
  • csul@correiodosul.com
  • Rua Marcelino Rezende, 26 - Parque Catanduvas

Casal é preso suspeito de estuprar adolescente com problemas mentais em Três Pontas

Redação CSul/Foto: Divulgação/Equipe Positiva Três Pontas

Um casal de benzedores foi preso na manhã desta sexta-feira (12), suspeito de estuprar um adolescente com problemas mentais, em Três Pontas.

Os suspeitos do crime, são um homem tem 58 anos, e sua esposa de 42. Juntos; os dois atuavam fazendo trabalho de benzimento. Segundo a Polícia Civil, o estupro teria ocorrido no último dia 02. O menor contou que teria procurado o casal para ser benzido, no entanto, quando chegou ao local teria sido amarrado por uma corda e teve sua boca tampada para que não gritasse. O adolescente foi estuprado pelo homem e contou que a mulher tocou em suas partes íntimas.

Ao chegar em casa, ele contou para a sua família o que havia acontecido. O Conselho Tutelar foi acionado e a vítima encaminhada ao Pronto Atendimento Municipal (PAM), onde os médicos confirmaram as lesões e informaram à polícia. De acordo com o Delegado Gustavo Gomes, a Polícia Civil recebeu informações de que o adolescente teria sido estuprado e iniciou as investigações. Depois do estupro, o adolescente sofreu um surto e precisou ser internado na Ala Psiquiátrica do Hospital São Francisco de Assis. Segundo Gustavo, o jovem já está bem e consciente. Foi depois desta crise que ele conseguiu ser ouvido e falar do caso.

Os policiais agiram com cautela na investigação devido a fragilidade mental da vítima. Após exames e laudos médicos confirmarem que o adolescente estava lúcido, ele foi ouvido e detalhou exatamente como tudo teria ocorrido. Diante das provas, a Polícia Civil solicitou um pedido de busca e apreensão na casa do suspeitos e de prisão preventiva à justiça.

O Delegado revela que o caso provocou perplexidade em toda a equipe da Polícia Civil e certamente não será diferente na população. Justamente por envolver um menor de idade, ainda mais com dificuldades mentais. Além disso é um crime onde envolve religião, que foi justamente um chamariz para que o menino fosse até a casa do benzedor. “Ele se valeu da confiança das pessoas  neste tipo de serviço e da fragilidade do adolescente para cometer o crime”, ressaltou Gustavo.

O homem já tem passagens pela polícia por outros crimes sexuais e já esteve preso. A Polícia Civil orienta que caso outras pessoas tenham sido vítimas de qualquer tipo de abuso nesta casa de benzimento ou pelo suspeito, devem procurar à Delegacia e denunciar o caso.

Os dois foram presos e vão permanecer à disposição da justiça.

Com informações* Equipe Positiva Três Pontas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.