Hora do Empreendedor com Ibraim Gustavo – Os resultados do EaD durante a pandemia

O EaD durante a pandemia revolucionou a forma como aprendemos e obtemos formação. Conheça as principais características do EaD durante a pandemia.

O Ensino à Distância é uma ferramenta poderosa, e isso foi comprovado durante a pandemia da Covid-19.

O EaD durante a pandemia foi uma das formas encontradas por governos e entidades educacionais para tentar dar sequência às aulas.

A crise e a importância do EaD para superá-la

Assim como o home office, o Ensino à Distância também é uma tecnologia de transformação da sociedade.

Para Gabriel Lara, CEO do Boo Digital, o EaD “sempre foi algo muito atípico na vida cotidiana e, atualmente, com a pandemia do coronavírus, passou a ser indispensável”.

A Boo Digital é especializada na criação de treinamentos, Ensino à Distância e infoprodutos.

O EaD durante a pandemia prova a indispensabilidade que Lara defende, já que a modalidade atenuou os problemas dneducação durante o período.

O mundo todo passou por momentos turbulentos, e todos os setores da sociedade e da economia foram atingidos.

De acordo com a UNESCO, 1,5 bilhão de alunos pararam de estudar em todo o planeta desde o início da pandemia.

E o Brasil seguiu o ritmo dos outros países, com escolas e universidades fechadas, a aposta foi no EaD durante a pandemia.

Entretanto, apesar de extremamente inovadora e funcional, a adaptação à nova ferramenta não obteve o sucesso esperado em todos os lugares.

O EaD em São Paulo em números

Um levantamento realizado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) apontou que a adesão ao EaD foi baixa em São Paulo.

Segundo dados do Tribunal paulista, 80% dos alunos de São Paulo ficaram menos de duas horas no App de estudos.

A plataforma foi criada pelo Centro de Mídias de São Paulo, e tinha como objetivo manter a aprendizagem em meio à pandemia.

Entretanto, oito em cada dez alunos de São Paulo ficaram conectados, no máximo, duas horas no App ao longo do ano de 2020 inteiro.

Entre as razões que explicam a baixa adesão estão:

  • Falta de computadores e celulares dos alunos;
  • Falta de informações sobre como acessar o sistema.

Se o EaD veio para democratizar a aprendizagem e permitir que mais pessoas tenham acesso à educação, isso não pode ocorrer.

O investimento na educação

Os investimentos na educação não passam apenas por implementar o EaD durante a pandemia para milhões de alunos.

A educação precisa ser revitalizada e reformada, e entendida como parte indispensável do crescimento humano.

Entretanto, há que se entender também que a aprendizagem não se dá apenas pelo acréscimo de conteúdo em sala de aula.

As metodologias ativas já se demonstraram mais eficazes que a maioria dos modelos tradicionais de educação.

É dessa fonte que a educação brasileira precisa beber, a fim de angariar resultados favoráveis para o futuro do país.

Entre outras, algumas metodologias ativas recomendadas são:

  • Implementação de tecnologia;
  • Sala de aula invertida;
  • Ensino Híbrido;
  • Design Thinking;
  • Aprendizagem das competências socioemocionais.

Com a implementação dessas metodologias, o aluno aprende diversos outros conceitos e conteúdos.

Entre eles, o de se adaptar a realidades adversas, como a pandemia de Coronavírus.

A adaptação, uma fundamental competência socioemocional, não pôde ser vista na educação brasileira em 2020.

O EaD durante a pandemia foi eficiente, porque tentou trazer resultados satisfatórios ou, no mínimo, não tão preocupantes.

Todavia, seu esforço parece, muitas vezes, ter ido por água abaixo, já que sua eficácia não foi comprovada.

O que podemos esperar da educação brasileira, que teve 80% dos alunos tendo estudado apenas duas horas no ano inteiro?

O EaD durante a pandemia não pode fazer milagres, já que as sementes destes frutos devem ser cultivadas por décadas, e defendidas por toda a sociedade.

Ibraim Gustavo – Jornalista, pós-graduado em Marketing (UNIP) e MBA em Comunicação e Mídia (UNIP). É também escritor, redator e radialista, e possui formação em Profissões do Futuro (plataforma O Futuro das Coisas), e no programa Restartse (plataforma StartSe).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.