Artigo de Juarez Alvarenga – Pensar ou sentir

A racionalidade é um atributo humano e a sensibilidade está inerente ao homem. A convivência entre estes dois universos exige uma astúcia prolixa. Não são dois cosmos estanques. Existe uma interpenetração: viver só de um lado é navegar sem bússola. A paixão do povo, fomentada pelos meios de comunicação de massa, torna o homem tosco se sabedoria.

A vida é sentir ou pensar? É preciso reprimir as trepidações emotiva? Ou saciar na inanidade? Restringir a vida à circunstância de sensatez é aprimorar a sensibilidade. Não existe um descompasso entre o sentir e o pensar. O QUE EXISTE É QUE SENTIR É UMA DÁDIVA E O PENSAR UMA CONQUISTA. Ambos existem, não coexistem, mas a sociedade nos apresenta só um lado. Porém belo, mas improdutivo.

A lua é dos poetas ou dos cientistas? Uma visão bucólica da lua é tornar o falso verdadeiro e o verdadeiro insignificante. Uma visão metropolitana da lua é tornar crente ateu. Amar a lua dos namorados e compreender a lua dos cientistas é a solução. O negócio é pensar sentindo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.