• (35) 2105-5555
  • csul@correiodosul.com
  • Rua Marcelino Rezende, 26 - Parque Catanduvas

Governador participa da troca de comando do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais

Coronel Erlon Dias do Nascimento assume como novo comandante-geral; coronel Daniela Lopes Rocha da Costa é a primeira mulher nomeada chefe do Estado-Maior.

Foto: Dirceu Aurélio / Imprensa MG.

O governador Romeu Zema participou, nesta terça-feira (31/1), da cerimônia de troca de comando do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG), em Belo Horizonte.

O comando-geral da corporação, até então ocupado pelo coronel Edgard Estevo, passou para o coronel Erlon Dias do Nascimento, que ocupava o posto de chefe do Estado-Maior.

Ao se dirigir ao coronel Edgard Estevo, Zema agradeceu por toda dedicação, comprometimento e companheirismo nos últimos quatro anos.

“Foi uma honra estar ao seu lado em missões difíceis, doloridas, como as que vocês participaram. Fica o meu reconhecimento ao seu trabalho e que essa amizade, que surgiu há quatro anos, dure para sempre”, afirmou.
Planejamento

O coronel também agradeceu todo o apoio que a corporação recebeu do governador e de todo o secretariado. Estevo afirmou que o CBMMG está salvando mais vidas.

“Estamos fazendo isso porque estamos mais preparados. Cumprimos um plano de comando, composto por um planejamento estratégico cuidadosamente construído com a participação de todos os bombeiros militares e executado com excelência”, explicou.

De acordo com o coronel, o CBMMG está atendendo mais e melhor com a expansão e a garantia física. “Nos últimos anos foi registrada uma ampliação da presença no território mineiro superior a 23%. Uma corporação que tem 111 anos de história crescer mais de 23% em quatro anos tem um grande impacto”, disse.

“Entregamos um Corpo do Bombeiros melhor do que recebemos. Mais forte, mais rápido e mais eficaz. Essa oportunidade de comando precisa ser reconhecida. Governador Romeu Zema, não há palavras que traduza meu sentimento de gratidão. Por isso, meu simples e significativo muito obrigado. Em minha carreira de 33 anos não conheci um homem público com características tão republicanas. E que por isso tem transformado a vida dos mineiros. Espero que os brasileiros aprendam com o senhor o que é governar”, finalizou.

Dirceu Aurélio / Imprensa MG


Condução

Ao coronel Erlon, o governador desejou muito sucesso no posto. “Tenho certeza absoluta que seus mentores já o instruíram devidamente, e que a corporação está em ótimas mãos e será muito bem conduzida. Conte comigo naquilo em que eu estiver em condições de atender”, afirmou.

Zema reforçou que é preciso dar continuidade ao trabalho iniciado há quatro anos. “É um plantio constante, ano após ano, se quisermos ter boas colheitas. Esse trabalho vai continuar e eu conto com o coronel Erlon nos próximos anos para que Minas continue avançando”, disse.

O novo comandante-geral agradeceu o governador pela confiança e apreço pela instituição. “O senhor é para este comandante um exemplo de ser humano, seja no trato com as pessoas seja nas ações como governante. Mas, principalmente, no papel de gestor público”, afirmou.

Já em relação ao trabalho operacional, coronel Erlon afirmou que dará continuidade à expansão coordenada e ao aumento da cobertura do atendimento em mais municípios, associado à evolução gerencial, logística e tecnológica, na atividade operacional e administrativa da corporação, bem como o incentivo ao envolvimento das comunidades nas ações de prevenção aos acidentes.

Dirceu Aurélio / Imprensa MG

“Para os próximos anos, o CBMMG continuará mantendo o trabalho integrativo para reconhecimento e amadurecimento da agenda pública de proteção e valorização da vida. Vamos evoluir o sistema informatizado de prevenção contra incêndio e pânico, buscando uma padronização de ações para minimizar custos, atrair investimentos para o estado e otimizar a segurança”, disse.  

Destaque

A coronel Daniela Lopes Rocha da Costa foi nomeada chefe do Estado-Maior. Daniela é a primeira mulher a ocupar o cargo na corporação. Ela também foi a primeira mulher a comandar um batalhão aéreo no Brasil.

A coronel entrou na CBMMG como soldado e teve oportunidade de trabalhar na área operacional, atendendo ocorrências. Já como oficial ocupou diversas funções, dentre elas a de comando até ser designada à chefia de Estado-Maior.

“Tenho boas expectativas em relação à nova responsabilidade. É um reconhecimento ao trabalho de 29 anos de serviço, e conto sempre com o crescimento do Corpo de Bombeiros, com o alcance da excelência na prestação de serviços à sociedade mineira”, afirmou.

“As mulheres podem conquistar o que elas desejam. O trabalho ainda é árduo. Ainda temos muitos desafios a serem vencidos. Os primeiros passos foram dados”, completou.

Fonte: Agência Minas.