Estação mais elegante do ano movimenta setores em Varginha e região

Expectativa para o comércio é boa ; Chef André Yuki destaca rótulos da região e Monte Verde se prepara para receber turistas com programações seguras e especiais.

Redação CSul: Franciele Brígida / Foto destaque: Vecteezy

Chegando oficialmente no dia 21 de junho, o inverno é uma das estações mais esperadas em alguns municípios do país. Muita gente já tirou os casacos e cobertores do armário, com a queda nas temperaturas no Sul de Minas.

Com a chegada da estação, os negócios podem faturar muito. Em Varginha, o momento é bom para o comércio, que nesta época fica movimentado com a procura de roupas mais quentes e demais acessórios. Além das vendas, cresce a procura por vinhos e destinos aconchegantes para desfrutar das temperaturas mais baixas.

Comércio vive boa expectativa

CSul

Em contato com o CSul, a gerente, Marcela Arruda, disse que a estação mais elegante do ano já está fazendo efeito. “A expectativa está excelente, os valores estão bons neste ano, e a procura por moletons femininos e masculinos está alta. Agora, que já faz um friozinho, as pessoas procuram por tudo mais quentinho e confortável, tricô, jaquetas e calças estão sendo muito procurados”.

Para complementar os looks, o setor de calçados fica ainda mais otimista. Segundo o empresário Bruno Pereira Freitas, toda mudança de estação é boa para o setor, o inverno 2021 não está diferente. “A procura está alta, principalmente para calçados femininos, as botas são sempre muito procuradas, mas agora os tênis também, já que se tornaram populares para os looks”.

Vinhos da região são destaque

Pixabay

Com a chegada das temperaturas mais frias, é inegável que o consumo de vinhos cresce, a bebida se torna ainda mais irresistível, especialmente por proporcionar experiências diferenciadas com alguns pratos famosos durante a estação, como: fondues, massas, risotos e carnes vermelhas.

No inverno, são procurados vinhos “encorpados” com taninos mais presentes na bebida que, ajudam a dissolver a gordura dos alimentos. O Sul de Minas, berço do café, também conta com uma vasta opção de vinícolas que já se destacaram nacionalmente e internacionalmente.

O chef André Yuki destacou ao CSul, alguns dos melhores vinhos da região de cidades como, Três Pontas Três Corações, Andradas e Cordislândia.

“Maria Maria Syrah, é um vinho jovem com discreta maturação em madeira, com sabor e aroma intensos”, destacou.

A bebida produzida em Três Pontas, foi vencedora no “Decanter World Wine Awards”, uma das mais importantes revistas sobre vinhos no mundo.

Ainda conforme Yuki, outros rótulos premiados são os Cabernet Sauvignon e Gran Reserva Syrah, da vinícola Luiz Porto, de Cordislândia. Além das bebidas premium, os vinhos da linha Dom de Minas, também se consagram com notas suaves de frutas e paladar leve, alguns dos vinhos são: Syrah, Merlot e Cabernet Franc.

Já para quem procura elegância nos aromas, André Yuki sugere o rótulo, Primeira Estrada Syrah, produzido em Três Corações, um vinho com taninos macios.

O chef ainda sugere bebidas harmoniosas produzidas pela vinícola Casa Geraldo, em Andradas, com corte das três variedades de uva os vinhos Cabernet Sauvignon, Merlo e Tannat são destaques.

Monte Verde se prepara para estação mágica e segura

Flickr

Além das roupas, calçados e vinhos, os destinos aconchegantes ficam cada vez mais em alta nesta estação.

Conhecida por suas baixas temperaturas e movimentação turística, Monte Verde terá uma agenda de eventos específica para o inverno. O município espera aproximadamente 500 mil turistas, entre os dias 11 de junho e 15 de agosto. Nesse período vão ocorrer os eventos: Amor nas Montanhas, Inverno nas Montanhas e o Festival de Gastronomia.

No município, os restaurantes contarão com pratos que remetem ao Dia dos Namorados, além da vila estar totalmente tematizada com a data. No Pátio da Galeria Suíça estarão presentes músicos fazendo serenatas e até mesmo cenário decorado para propor alguém em namoro ou casamento.

Vale ressaltar que, todas as atrações previstas, estão de acordo com as permissões municipais e estaduais relacionadas à pandemia do novo coronavírus. Os estabelecimentos só podem receber até 60% de sua capacidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.