• (35) 2105-5555
  • csul@correiodosul.com
  • Rua Marcelino Rezende, 26 - Parque Catanduvas

Colheita de café é marcada por baixas expectativas na região

Cultura do grão impulsiona criação de vagas de emprego no Sul de Minas.

Redação CSul / Foto: Flickr

A colheita do café teve início há aproximadamente um mês no Estado. Neste ano, as expectativas são menores, contudo os preços do grão continuam em alta.

A baixa na safra acontece devido à bienalidade do café, que em um ano produz mais e no outro menos. As colheitas no Sul de Minas continuam em ritmo lento, e alguns dos fatores são a maturação irregular do grão, assim como a instabilidade nos valores.

Na região, muitos cafeicultores optaram pelo início da colheita mais cedo, temendo enfrentar geadas, e também devido à maturação adiantada do grão, enquanto outros optaram por esperar um pouco mais para aguardar o ponto certo.

Conforme a última previsão da Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB), a expectativa é que o Sul de Minas colha cerca de 12,09 milhões de sacas, queda de aproximadamente 37% em relação a 2020, último ano de safra alta.

Ainda de acordo com a Conab, a saca de 60kg do Arábica, tipo 6 bebida dura, apresentou aumento superior a 51% no início deste mês, quando comparado com a mesma época de 2021, pois atualmente a saca está avaliada em R$1.309, e no ano passado em R$864.

Contudo, a colheita atual ainda não interferiu no preço, visto que está em andamento.

Geração de empregos

Apesar do ritmo lento de um lado, por outro a cultura do grão impulsiona a geração de emprego.
De acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), emitidos nesta segunda-feira (6), as cidades de Alfenas e Monte Belo tiveram saldo positivo devido ao início das colheitas.

Conforme o estudo, em Alfenas foram mais 318 vagas abertas e em Monte Belo mais 473 oportunidades. Devido à estas oportunidades, os municípios dispararam na frente dos polos regionais.

Demais cidades

Em Lavras, segundo dados do Caged, foram registradas novas 176 vagas, em Varginha outras 162, Poços de Caldas 150, Extrema 138 e Pouso Alegre 112.

*Com informações G1 Sul de Minas, CONAB e CCCMG.