Campanha convida população a doar parte do Imposto de Renda

Até 30 de abril contribuintes podem destinar 3% do imposto para instituições sociais

Muita gente é solidária e vê com bons olhos ajudar instituições que desenvolvem trabalhos assistenciais. Imagine poder ser solidário e ainda obter abatimento, no valor do imposto devido, quando da declaração do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) por aqueles que têm valores a restituir?

Até o dia 30 de abril os contribuintes devem fazer a sua declaração de Imposto de Renda (IR) no site da Receita Federal. O que poucos sabem é que além de cumprir a obrigação civil, essa é uma ótima oportunidade para destinar até 3% do IR para apoiar projetos e instituições sociais.

Parte dos recursos que iriam para a Receita Federal podem ser destinados para o Fundo da Infância e Adolescência (FIA), caso a pessoa opte pela declaração no modelo completo. “Quanto mais pessoas souberem que podem contribuir, mais projetos serão beneficiados. O valor que já seria pago à Receita de qualquer maneira vai viabilizar projetos que transformam muitas realidades”, disse o gerente de marketing e mobilização de recursos da Rede Marista de Solidariedade, Rodolfo Schneider.

A campanha

A campanha “Imposto Solidário” faz um chamamento à população contribuinte para que destine parte do Imposto de Renda Devido à fundos que cuidam e auxiliam crianças e adolescentes. Os valores destinados pela população ao Fundo Municipal da Criança e do Adolescente (FMDCA) são repassados para instituições conveniadas.

Por meio de uma ação simples e com uma pequena ajuda, o contribuinte pode dar início a uma melhora significativa na vida de crianças e adolescentes que estão desamparados e em situação de vulnerabilidade social na nossa cidade.

Como participar

– Para quem destinar?
Em Varginha: Fundação Varginhense de Assistência aos Excepcionais – FUVAE

– Quem pode destinar?
Pessoas físicas: que declaram IR por deduções legais (modelo completo)

– Quanto é possível destinar?
Pessoas físicas: até 3% do imposto devido.

– Até quando destinar?
30 de abril de 2019

– Como destinar?
• Através do Programa do Imposto de Renda Pessoa Física – Receita Federal
• O programa faz o cálculo automaticamente e gera o DARF para o pagamento
• Basta pagar o DARF que a doação terá sido realizada

– Para saber mais
Acesse o site www.receita.fazenda.gov.br, contate o seu contador ou o Programa Municipal de Educação Fiscal no telefone (55) 3921-7073.

Mitos e verdades

Mesmo sendo uma atividade realizada todos os anos, ainda existem muitas dúvidas sobre o processo de doação. Confira cinco mitos e verdades sobre o imposto solidário.

  1. As doações podem ser feitas por pessoa física e jurídica

Verdade. Para pessoas físicas a destinação pode ser de até 3% do imposto, seja ele devido ou para restituição. Já para pessoas jurídicas a empresa tributada pelo Lucro Real pode redirecionar até 1% do seu imposto devido.

  1. O valor seria pago de qualquer maneira

Verdade. A doação do imposto de renda para ONG’s e instituições sai do percentual que já seria pago de qualquer forma à Receita Federal. Ou seja: você não gasta nenhum um centavo a mais e ainda contribui para projetos transformadores e com impacto social.

  1. Doar é muito complicado

Mito. A doação é feita pelo sistema da Receita Federal e é bem simples: todos os contribuintes que optam pelo modelo completo de doação devem preencher o formulário, escolher o fundo no qual o projeto da instituição desejada está inscrito (municipal ou estadual), calcular na própria declaração o potencial de doação, escolher o valor a ser doado, emitir e pagar a DARF até o dia 30 de abril. Depois é só enviar um e-mail com a confirmação da doação para a instituição desejada e o representante do conselho escolhido informando o nome do projeto escolhido. Com apenas alguns cliques a sua solidariedade passa adiante.

  1. Poucas pessoas doam o imposto no Brasil

Verdade. Segundo dados da Receita Federal menos de 5% das pessoas que poderiam fazer a doação destinam o valor para as instituições sociais.

  1. É possível acompanhar o projeto que recebeu a doação

Verdade. Na hora de destinar o valor, você pode escolher uma instituição que conhece e confia. Não é somente uma participação financeira, trata-se de uma contribuição efetiva e cidadã.

Veja o passo a passo de como fazer sua destinação

Fontes: santamaria.rs.gov.br e Assessoria de Imprensa da Rede Marista de Solidariedade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.