Webinário “Educação, Museu e História Indígena” acontece na próxima terça-feira

Com o intuito de ampliar o conhecimento do patrimônio ligado aos povos indígenas da região do Rio Verde, a Coordenadoria Técnica do Patrimônio Cultural em parceria com o Museu Municipal de Varginha, realizará na próxima terça-feira (29/09) o webinário “Educação, Museu e História Indígena”. A iniciativa compõe a programação da 14ª Primavera dos Museus proposta pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram)

O evento acontecerá em ambiente virtual com transmissão pelo Facebook e YouTube Varginha Cultural. Haverá retransmissão pelo Facebook do Blog do Madeira, Diário Correio do Sul, Varginha Digital e Varginha Online.

Foram convidados dois palestrantes para relacionar o patrimônio arqueológico presente no Museu Municipal de Varginha com os processos históricos que envolveram os povos indígenas de nossa região. O webinário busca relacionar história local, arqueologia, lugares de memória e educação patrimonial.

O historiador Gustavo Uchôas Guimarães vai discutir o tema “O Patrimônio Indígena no sul de Minas”. O arqueólogo Otávio Augusto Pereira Freitas vai falar sobre “Arqueologia, Museu e Ações de Educação: das interconexões históricas às possibilidades práticas”.

Perfil dos palestrantes

Gustavo Uchôas Guimarães: pós-graduado em História e Cultura Afro-Brasileira e Indígena – Uninter (2019). Graduação em História- Unifran (2013). Membro da APESUL (Associação de Poetas e Escritores do Sul de Minas) e do CODEPAC (Conselho Deliberativo Municipal de Varginha) desde 2019. Autor dos livros “Histórias e Culturas Indígenas na Mantiqueira e Vale do Rio Verde” (2019) e “Intimidade com a História” (2020).

Otávio Augusto Pereira Freitas: graduado em Arqueologia e Conservação de Arte Rupestre pela Universidade Federal do Piauí (2017). Desenvolve projetos de Arqueologia Preventiva inseridos no âmbito do processo de licenciamento ambiental e ações e pesquisas com foco no Patrimônio Cultural. Atualmente, investiga a ocupação humana da bacia hidrográfica do Rio Verde e coordena programas de gestão do patrimônio arqueológico e educação patrimonial nos estados do Espírito Santo e Ceará.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *