Violência nas ruas preocupa moradores e lojistas em Varginha

Moradores reclamam da violência nas ruas de Varginha. Do início do ano até agora, foram registrados na cidade pelo menos 19 ocorrências relacionadas a roubos de dinheiro com pessoas nas ruas, comércio e casas. Nos casos, os ladrões conseguiram levar valores que vão de R$ 1 mil a R$ 18 mil. As vítimas reclamam da ousadia dos ladrões e da falta de segurança.
“A gente procura trabalhar mais com cartão, não com dinheiro. A gente evita deixar dinheiro no caixa também. Mesmo assim a gente não se sente segura, policiais ficam aqui no calçadão, a gente se sente pouco segura”, diz a vendedora Flávia Comunian.
O medo faz uma vendedora esconder o rosto. Ela não esquece o que aconteceu. As imagens das câmeras de segurança mostram o motivo. Ela saía do trabalho e falava ao celular com uma bolsa com dinheiro. O assaltante chega e arranca a bolsa dela. A mulher ainda tenta resistir, mas o ladrão consegue fugir.
“Levou tudo meu, tirou da boca da minha filha. Não tinha pago uma conta minha. Até agora não apareceu um documento meu, nada meu, até minha carteira de trabalho estava dentro da minha bolsa”, conta a vendedora.
A vítima não revelou o valor roubado, mas ela havia acabado de sacar o FGTS. Ali também estava o dinheiro para pagar contas. O assalto foi durante a noite, na Rua Delfim Moreira, no Centro de Varginha.
“Não tinha ninguém na rua. Eu gritava.. ninguém fez nada. Eu voltei correndo para a loja onde eu trabalho, lá que nós acionamos a polícia”, disse ela.
Outros crimes
No dia 5 de abril, assaltantes levaram R$ 2 mil que estavam na bolsa de uma mulher que caminhava perto da estação ferroviária.
No dia 12 deste mês, um motoboy foi buscar um malote de dinheiro em um posto de combustíveis e foi cercado por dois assaltantes armados. Os criminosos levaram R$ 18 mil.
Segundo o tenente coronel Hudson Abner Pinto, comandante do Batalhão da Polícia Militar em Varginha, a PM tem trabalhado junto à comunidade com dicas de segurança para evitar roubos, inclusive saidinhas de banco.
Ele disse ainda que a PM faz o trabalho de moto-patrulha no comércio, principalmente no horário de fechamento dos estabelecimentos. Ele reforçou ainda que existe o serviço de rede de comerciantes protegidos e que a PM está sempre nos horários de pico em pontos estratégicos para evitar roubos.
Câmera de segurança flagrou roubo a vendedora na Rua Delfim Moreira, em Varginha (Foto: Reprodução Internet)

Fonte: Varginha Online

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *