Vereador Delegado Celso Ávila cobra reformas em pontes da Vargem e Santa Maria

Local foi castigado com enchentes no começo do ano e moradores reclamam de infraestrutura e aumento em taxas de esgoto

Redação CSul – Iago Almeida / Foto: Divulgação

No início do ano, em fevereiro, uma forte chuva que atingiu Varginha causou estragos e deixou pontos de alagamentos na cidade, sendo os bairros Santa Maria e Vargem os mais castigados. O Ribeirão Santana transbordou e causou cenas de destruição às margens da avenida que liga os bairros e é cortada pelo córrego, além de pontes que ficaram destruídas.

Após as chuvas, no início de março, a Prefeitura realizou a limpeza do Ribeirão Santana. Com alto índice de lixos e matos, o local é alvo constante de reclamações de moradores, pois o ribeirão não comporta as águas das chuvas e acaba transbordando, encobrindo pontos e atingindo casas. Entretanto, mesmo após as limpezas, as estruturas das pontes atingidas pelas águas das enchentes ficaram comprometidas.

Prefeitura de Varginha

Após cobranças dos moradores do local, o vereador Delegado Celso Ávila apresentou requerimento na Câmara Municipal, nesta quarta-feira (8), solicitando informações à Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Obras e Serviços Urbanos e do Departamento Municipal de Trânsito, a respeito das obras de ampliação e revitalização das duas pontes localizadas na Rua Abraão Cainelli, no bairro da Vargem.

“Estivemos no local para detectar as necessidades daquela região e deparamos lá com duas pontes que foram atingidas pelas enchentes na rua Abraão Cainelli e também um grande fluxo de veículos tanto Centro sentido Vargem, quanto zona rural sentido Centro. As vias são mão dupla, as pontes estreitas, inclusive uma delas comprometida pelas enchentes. Então nós fizemos um requerimento dirigido ao prefeito, solicitando um levantamento técnico”, informou o vereador.

O vereador questionou ainda se é possível adotar modificações viárias, após análise técnica, sobre ruas nas adjacências das pontes.

Câmara de Varginha

“Estamos indagando ao prefeito se há no cronograma do Executivo alguma programação para realização dessas obras de recuperação e ampliação da largura das pontes, inclusive a previsão do início das obras, qual valor do investimento, se o Executivo tem ciência da precariedade da infraestrutura no local, com grande riscos de acidentes, qual foi o resultado do levantamento da engenharia feito quando dá enchente e indagando ao Demutran se é possível fazer uma análise técnica dos sentidos das ruas Domingos Dominguito, Antônio Bregalda, Antônio Benevides de Oliveira e Abraão Cainelli”, questionou.

Delegado Celso solicita sentido único na Rua Domingos Dominguito para a Rua Antonio Bregalda; Rua Antonio Benevides de Oliveira e Rua Abrão Caineli até a Rua Domingos Dominguitto, continua sentido único. “É fundamental que haja a sinalização viária e um melhor fluxo de veículos naquela localidade. Temos notícias de vários acidentes, colisão de veículos, atropelamento de pedestres. Então é uma obra que necessita urgentemente de ser reparada”, completou ele.

Divulgação

CSul entrou em contato com a Prefeitura Municipal, que, através da assessoria de comunicação, explicou que “esses requerimentos foram apresentados ontem (8/7) e não chegaram ainda na prefeitura para que os secretários respondam. Eles dão entrada na prefeitura, são distribuídos aos secretários que tem um prazo para a resposta”, informou.

Aumento na conta de água

O vereador questionou ainda a Copasa, sobre o aumento da taxa de esgoto à moradores, após receber diversas reclamações de usuários.

“Nós formalizamos um requerimento, após estudar as contas de água, questionamento a Copasa: este aumento foi com base em qual portaria, contrato ou legislação? Esse reajuste foi passado ao consumidor a partir de que mês? Quanto esse reajuste representa em termos de arrecadação financeira para a Copasa? Qual foi o montante em valores arrecadados mês a mês com esse aumento? Quais os projetos e valores de 2017 a 2020 que a Copasa investiu em infraestrutura em relação as estações de tratamento de água e quais são as prospecções de investimentos futuros neste setor? É fundamental que o usuário tenha acesso a essas informações para justificar a alta taxa cobrada pela concessionária de água em nossa cidade”, questionou Celso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *