Varginha teve maior número de urnas substituídas na região

Nas eleições deste domingo (7), mais de 55 urnas tiveram que ser substituídas em algumas seções eleitorais no Sul de Minas. Em Varginha, cidade com maior número de urnas substituídas, foram sete, atrás de Poços de Caldas (seis), Pouso Alegre (cinco), Alfenas (quatro), São Sebastião do Paraíso (três).

1º turno nas cinco maiores cidades da região

Jair Bolsonaro (PSL) venceu o primeiro turno das eleições nas cinco maiores cidades do Sul de Minas. Em Varginha, foram 61,20% dos votos para Bolsonaro, 14,42% para Fernando Haddad (PT) e 9,93% para Ciro Gomes (PDT).

A maior diferença de votos foi registrada em Itajubá, onde Bolsonaro teve 66,87% dos votos, Ciro Gomes – 9,97% e Fernando Haddad – 9,78%.

A menor diferença de votos foi em Passos, onde o candidato teve 53,65% dos votos, Fernando Haddad – 22,70% e Ciro Gomes – 11,35%.

Em Poços de Caldas, Bolsonaro representou 55,21% dos votos, Fernando Haddad – 14,33% e Ciro Gomes – 13,74%.

Em Pouso Alegre, foram 60,13% dos votos para Bolsonaro, Fernando Haddad – 13,55% e Ciro Gomes – 11%.

Deputados estaduais e federais eleitos na região

Foram nove deputados estaduais e cinco deputados federais eleitos no Sul de Minas. Em comparação às eleições de 2014, região possui um deputado federal a menos.

Os deputados estaduais eleitos foram Mário Henrique Caixa – PV (Três Pontas), Mauro Tramonte – PRB (Poços de Caldas), Cleiton Oliveira – DC (Boa Esperança),Cássio Soares – PSD (Passos), Dalmo Ribeiro – PSDB (Ouro Fino), Antônio Carlos Arantes – PSDB (Jacuí), Ulysses Gomes – PT (Itajubá), Duarte Bechir – PSD (Cristais) e Dr. Paulo – Patriota – (Pouso Alegre).

Já os deputados federais eleitos foram Dimas Fabiano – PP (Macaé/RJ, mas tem domicílio eleitoral em Varginha), Odair Cunha – PT (Boa Esperança), Reginaldo Lopes – PT (Bom Sucesso), Emidinho Madeira – PSB (Nova Resende) e Bilac Pinto – DEM (Santa Rita do Sapucaí).

Em relação à última eleição, não se elegeram Dilzon Melo (PTB), Carlos Melles (PSDB) e Dâmina Pereira (PMN). Fábio Cherem (PSD), que foi eleito deputado estadual em 2014, foi candidato neste ano ao Senado e não se elegeu. Geisa Teixeira (PT) que assumiu uma vaga na Assembleia como suplente, também não se elegeu para a próxima legislatura.

Ainda no Sul de Minas, não se elegeram os candidatos e deputado estadual, Zacarias Piva (PP) e VismárioCamargos de Freitas (DEM).

Varginha

Mesmo sem obrigatoriedade, muitos eleitores se cadastraram para votar com biometria. Em Varginha, alguns eleitores tiveram problemas de reconhecimento da digital na hora de votar.

Segundo o presidente da seção 313 do Colégio Marista, Francis Bernardo do Nascimento, o problema acontece por alguma falha no cadastro ou digital imprecisa. Francis afirmou, no entanto, que a biometria no local funcionou em 80% dos casos.

Ocorrências policiais

A Polícia Militar registrou 25 ocorrências policiais, sendo duas pessoas que foram presas, uma por propaganda ilegal em Três Pontas, e outra por venda de bebida alcoólica na zona rural de Coqueiral.

Dos registros, grande parte foi devido a problemas na urna, em especial durante a votação para presidente. Muitos eleitores afirmaram que as urnas encerravam a votação antes mesmo de apertarem a tecla CONFIRMA, outros alegaram que a urna anulava seu voto, e outros disseram que ao escolher seu candidato à urna não exibia foto deste, e, ao finalizar a votação ela não emitia o som característico de encerramento. No total, 27 eleitores reportaram a PM ocorrências desta natureza.

Ocorreram ainda outras situações, como uma confusão por parte dos mesários com os documentos de um eleitor, devolvendo-o a outra pessoa, o impossibilitando de votar e outra situação de uma eleitora que ao tentar votar foi informada que não poderia, pois segundo os mesários esta já teria votado.

Não foi registrado na área de Varginha ocorrências de boca de urna e nem tumultos na seções eleitorais.

Varginhenses em Tokyo

Segundo Akio Nishikawa, alguns varginhenses demoraram mais de quatro horas para votarem em Tokyo.

“Mesmo com o calor, os eleitores não desanimaram. Não pensei que ia ter tanta gente votando”, ressaltou.

Eleitores

Em Varginha, foram 98.704 eleitores aptos a votarem, de acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral – TSE/MG. Em relação a 2017, houve um aumento de 655 eleitores, quando eram 98.049.

Somente no município, foram 286 sessões. As mulheres são maioria, totalizando 51.316 eleitoras este ano, contra 47.315 homens. Em 2017, eram 50.911 mulheres e 47.057 homens. Já nos casos em que o eleitor não informou o sexo, são 73 em 2018, contra 81 em 2017.

O aumento este ano foi de 405 mulheres e 258 homens. Já para aqueles que não informaram o sexo, houve queda de oito eleitores.

281ª Zona Eleitoral de Varginha

É composta também por Elói Mendes (20.074 eleitores) e Carmo da Cachoeira (9.628 eleitores).

São 9.708 eleitores masculinos em Elói Mendes e 4.828 em Carmo da Cachoeira. Já as mulheres, são 10.342 em Elói Mendes e 4.793 em Carmo da Cachoeira. Além disso, existem 24 pessoas que não informaram o sexo em Elói Mendes e sete em Carmo da Cachoeira.

Redação CSul – Ana Luísa Alves / Foto: Fernanda Rodrigues / G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *