Varginha realiza campanhas do bem

Devido ao inverno, estão sendo realizadas em Varginha, diversas campanhas para arrecadação de cobertores e roupas da estação. CSul traz balanço das ações realizadas na cidade.

Campanha do Cobertor Vida Viva

A Associação do Voluntariado de Varginha Vida Viva está arrecadando cobertores. As doações podem ser feitas na sede da Viva Viva, na Rua Alzira Magalhães Barra, 166/170 – Parque Boa Vista. Maiores informações podem ser obtidas pelo  (35) 3690-2900.

Campanha do Cobertor Canil Municipal

Também estão sendo recolhidos cobertores e mantas para os animaizinhos que vivem no Canil Municipal de Varginha. A campanha é realizada pelo Projeto Cães de Rua e as doações podem ser entregues a Helen, no setor de informações da Rodoviária ou no Centro de Zoonoses.

Campanha do Agasalho Água Doce

A Água Doce Sabores do Brasil, unidade Varginha, está realizando a Campanha do Agasalho Água Doce. Doando um agasalho, o cliente ganha 50% de desconto nos caldos.

 

Dia de Cooperar Unimed

O Dia Internacional do Cooperativismo será celebrado neste sábado (6), em todo Brasil e a Unimed Varginha se prepara para comemorar a data em um arrastão solidário. Colaboradores voluntários irão percorrer pelos bairros da cidade com o objetivo de arrecadar alimentos e agasalhos para quatro instituições sociais do município.

Objetivo é arrecadar 10 toneladas de alimentos e mais de 10 mil peças de roubas. “Há dez anos participamos do projeto Dia de Cooperar – também chamado DIA C. Por esse motivo lançamos um objetivo tão audacioso como este. Nossos cooperados, colaboradores e tantos outros parceiros estão empenhados em fazer a diferença na vida de outras pessoas. Qualquer que seja o resultado das arrecadações, nós reconhecemos o real valor dessa iniciativa: atitudes simples movem o mundo”, reforça o diretor presidente da Unimed Varginha, Raimundo Nonato de Castro Andrade.

O ponto de encontro dos voluntários para a saída do arrastão solidário será o Via Café Garden Shopping, às 8h. Os voluntários Unimed Varginha irão visitar os bairros Jardim Petrópolis, Canaã, Bom Pastor, Pinheiros, Barcelona, Cidade Nova, Sagrado Coração 1 e Sagrado Coração 2.

“Os voluntários irão percorrer as ruas das 8h ao meio-dia, quando retornaremos ao Via Café e então encerraremos o arrastão solidário com a apresentação dos projetos patrocinados pela cooperativa por meio da Lei de Incentivo à Cultura”, explica o gerente de Mercado da Unimed Varginha, Luis Fernando da Silveira Pinto.

Serão beneficiadas com as arrecadações as entidades: Acrenoc (reabilitação de dependentes químicos), Dom e Luz (auxílio a famílias carentes), Kerygma (acolhimento a desabrigados) e Vida Viva (apoio a pacientes e familiares em tratamento contra o câncer).

Durante a manhã de sábado, ainda no ponto de encontro do Via Café Garden Shopping, a Unimed Varginha irá oferecer os serviços de saúde de aferição de pressão e medição de glicose.

Pegada Solidária

Um grupo de 29 motoclubes do Sul de Minas se reuniu para fazer uma boa ação. Neste sábado (6) e domingo (7), será promovida a “Pegada Solidária – Todos pela Júlia”. Serão dois dias com vários shows no AquaClub, em Varginha. A entrada custa R$ 5,00 por dia.

Eles abraçaram a causa da Júlia, que tem três anos e 10 meses. Ela se alimenta com sonda desde que nasceu, pois tem atrésia esofágica e precisa fazer uma cirurgia pra reconstruir o esôfago.

“Ela nasceu com um pedaço do esôfago faltando e era muito longe para emendar. Por isso precisou colocar a sonda, uma para desviar a saliva e outra para descolar a traquéia que estava colada no esôfago”, conta o pai, Laércio dos Santos Tana.

Ela conseguiu a cirurgia pelo Sistema Único de Saúde – SUS, na Santa Casa de Belo Horizonte e já foi transferida.

Projeto Doar-se

O Projeto Doar-se está realizando uma arrecadação devido à frente fria que chegou à região.
Além dessas doações ajudarem os moradores de rua de Varginha, o projeto também começa a ajudar dois centros de recuperação aos dependentes químicos, a Clínica Instituto Faith, que fica em Soledade de Minas e Monte Santo de Minas, além do Centro Reintegração Gileade, em Poço Fundo.
Os dois institutos trabalham com a recuperação de dependentes químicos e de reinserção social e para que esse trabalho continue, está sendo realizada a campanha.
O ponto de coleta é no Blog Do Madeira, que fica na Rua Tirandentes, 208 –
sala: 3, no Centro.
Quem quiser saber mais sobre o projeto pode entrar em contato com a realizadora da campanha, Tatiana (35)99135-2794.

Aline Oliveira está em uma corrida contra o tempo. Ela tem menos de 20 dias para fazer transplante de medula óssea, mas ainda não encontrou seu doador. (Foto: Divulgação)

Aline procura doador de medula óssea

Aline Oliveira está em uma corrida contra o tempo. Ela tem menos de 20 dias para fazer transplante de medula óssea, mas ainda não encontrou seu doador.

Ela tem 22 anos e há dois meses foi diagnosticada com uma leucemia linfóide aguda pró B. É uma doença do sangue e da medula que afeta os glóbulos brancos. Hoje, ela está internada Hospital das Clínicas, em Ribeirão Preto, fazendo quimioterapia. A esperança da cura para Aline está em um transplante de medula óssea.

A pressa é porque em menos de 20 dias acontece a disseminação da doença e a leucemia estará num período zerada.

“Este é o melhor momento para o transplante, por isso precisamos do doador com urgência”, explica Paloma Wenceslau, que lidera a campanha. Ainda de acordo com Paloma, após esse período ainda é possível o transplante, mas a eficiência dos resultados pode cair.

Apesar de diversas pessoas terem feito o teste de compatibilidade, nenhuma pode ser doador para Aline. A busca urgente continua.

Como o hemocentro de Pouso Alegre não está dando conta da demanda de testes de compatibilidade, mais dois hemocentros entraram na campanha.

Em Poços de Caldas serão atendidas 30 pessoas por vez. O hemocentro fica na Av. José Remígio Prezia, 303 – Jardim dos Estados. Informações pele telefone (35) 2101-9300.

Já o hemocentro de Juiz de Fora, que fica na Rua Barão de Cataguases, S/N – Santa Helena , atenderá 35 pessoas por vez.  Informações pelo telefone (32) 3257-3100.

 

Redação CSul / Ana Luísa Alves

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *