Varginha poderá ter voos para São Paulo

Aeroporto da cidade recebeu certificação da Anac e poderá receber aviões de até 120 passageiros e prefeito Vérdi Melo afirmou que voos entre a cidade e São Paulo estão em planejamento pela Azul

Redação CSul – Iago Almeida / Foto: Ascom Prefeitura Municipal

Em 1948 era inaugurado em Varginha o “Major Brigadeiro Trompowsky”, o aeroporto municipal, que durante 72 anos traz desenvolvimento e prosperidade à Varginha. O aeroporto já passou por grandes mudanças, assim como dificuldades, mas sem nunca perder seu potencial e grande utilidade para a cidade e região.

Desde 2017, a adequação nos planos de voo era buscada pela administração, para que os pilotos pudessem usar uma área maior. Essa mudança foi autorizada no final do ano passado pelo departamento de controle do espaço aéreo (Decea) e somente nesta semana é que a Agência Nacional de Aviação Civil – Anac mudou o credenciamento do aeroporto de 2C pra 3C.

A pista não chegou a ser alterada para a certificação, pois já tinha 2.100 metros de extensão, mas por causa de obstáculos nos dois extremos, as aeronaves só podiam contar com 1.500 metros.

Com a mudança, o Aeroporto foi habilitado para receber aeronaves de grande porte, com capacidade para até 120 passageiros. Com isso, o prefeito Vérdi Lúcio Melo destacou que a ação ajudará no crescimento do turismo e revelou que a Azul planeja iniciar voos entre a cidade e São Paulo, em entrevista à EPTV Sul de Minas.

“Na semana passada recebi uma ligação do diretor da Azul que garantiu que logo que as coisas voltarem à normalidade, a Azul tem um novo plano para fazer do nosso aeroporto um aeroporto central. O objetivo principal deles é fazer com que nós tenhamos aeronaves daqui para São Paulo e vice e versa, não somente de Belo Horizonte para cá”, revelou.

Ainda de acordo com o prefeito, obras também estão previstas para que o espaço esteja ainda mais apto a receber a população e visitantes.Inicialmente será realizada a pintura da pista e melhorias na iluminação”, disse o prefeito.

Voos sem previsão

Os voos da Azul foram interrompidos em março deste ano, devido a pandemia do novo Coronavírus e, segundo a empresa, não existe previsão de retomada das operações na cidade. Confira nota completa enviada pela Azul ao CSul:

“Diante das incertezas geradas com relação à desaceleração da pandemia e da retomada econômica, a Azul tem buscado retomar gradativamente a oferta de voos no país. Em abril, no auge da Crise e em função da drástica queda na demanda, a companhia voava 70 voos diários. Em maio, as operações chegaram a 115 por dia, devendo chegar a 242 voos diários em julho. Embora a empresa projete um crescimento, esse número ainda é muito inferior aos mais de 900 voos por dia da companhia antes da pandemia. A Azul ressalta ainda que tem monitorado as demandas para recuperar a oferta com mais assertividade e espera retomar a maior parte de sua malha ao longo do segundo semestre. No entanto, só será possível definir quais cidades voltarão a receber voos à medida que a empresa consiga ter melhor visibilidade do comportamento do cliente e da economia ao longo dos meses restantes deste ano. Por ora, não há previsão de retomada das operações em Varginha, onde a companhia avalia que seja mais estratégico voar mais vezes por dia com aeronaves regionais do que operar com aviões a jato”.

O aeroporto

O ‘Major Brigadeiro Trompowsky’ conta com uma pista asfaltada, com 2.100m de extensão por 30m de largura e é dotado de rádio farol e balizamento para pouso noturno.

Em um ponto estratégico da aviação brasileira, o aeroporto varginhense se encontra localizado a 925m de altitude e equidistante das principais regiões e centros metropolitanos do país, e opera bem no centro das rotas Rio – Brasília e Belo Horizonte – São Paulo.

Situa-se a 5km do centro da cidade na direção sudoeste, tendo como acesso a Rodovia MGC-491, que liga Varginha e Elói Mendes com a CVR 468.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *