Varginha entra no pico da pandemia de Covid-19 nesta quarta-feira, diz secretário de saúde

Secretário Municipal de Saúde afirma que cidade entrará na curva ascendente da pandemia e prefeitura reforça meios de prevenção.

A Prefeitura de Varginha realiza nessa quarta-feira (15), o Dia “D” de combate ao coronavírus. A data acompanha o momento da macrorregião Sul e do estado de Minas Gerais que tem curva ascendente na pandemia. De acordo com o secretário municipal de Saúde, o infectologista Luiz Carlos Coelho, é importante as pessoas entenderem a realidade local e não relaxar ao levar em conta outras situações como em Manaus (AM) que agora já está achatando a curva.

O pico, ou melhor, o platô deve durar de duas a três semanas. Nesse período a população de Varginha deve puxar para si a responsabilidade de medidas simples para fazer com que a curva da pandemia não suba ainda mais. Portanto, as pessoas têm que usar máscara tampando nariz e boca, lavar as mãos muito bem com água e sabão, manter o distanciamento de 2 metros e fazer o isolamento social para que a cidade tenha êxito e não caminhe a partir de agora para um colapso nesse momento desconfortável.

“Entendo que as pessoas estão entediadas, mas infelizmente nosso momento é esse; vai passar; mas, se as todos não adotarem essas medidas básicas poderemos sofrer por mais tempo”, enfatiza o secretário de Saúde. Ele declara que Varginha é uma cidade formadora de opinião, tem um índice de escolaridade que chama atenção e por isso, é muito desconfortável receber informações de gente caminhando sem máscara no alto da Vila Paiva, festa funk, quintais de casa que se transformam em reunião de família, esportes coletivos clandestinos, encontros para assistir lives, entre tantas outras situações. “As pessoas tentam dar aquele jeitinho brasileiro, mas ficamos envergonhados, pois isso é crime sanitário; a Secretaria de Saúde tem trabalhado arduamente para salvar vidas e muitas pessoas estão banalizando esse momento”, reflete Dr. Luiz Carlos.

Hospitais

O Hospital de Campanha do Município de Varginha ainda não teve nenhuma internação. Na madrugada dessa terça-feira (14), houve autorização para uma mulher de São Gonçalo do Sapucaí, mas infelizmente a vítima evoluiu para óbito. “Esses leitos não são exclusivos de Varginha e sim do SUS, de Minas Gerais e de outras localidades. Por isso, a população varginhense não pode ficar em uma zona de conforto por isso a necessidade da responsabilidade quanto à prevenção”, enfatiza o Secretário.

Além do Hospital de Campanha, o município conta também com os Hospitais Regional e Humanitas. Já o Hospital Bom Pastor foi retirado do plano do enfrentamento devido à complexidade do atendimento da oncologia e a nefrologia.

Dia D

No Dia D, Varginha vai realizar diversas ações para sensibilizar as pessoas quanto à prevenção da Covid-19, tais como, o retorno das barreiras de monitoramento e educativas, cuja presença física lembra a população e quem está entrando no município que vai ter que seguir regras de prevenção. Será divulgada uma cartilha com informações para os trabalhadores domésticos e toda a rede pública municipal estará envolvida em ações educativas para sensibilizar a população quanto à consciência que esse momento requer.

Vigilância Sanitária

Nesta quarta-feira, a Vigilância Sanitária, juntamente com a Guarda Municipal vão intensificar as ações nos ônibus do Transporte Coletivo.

Vigilância Sanitária e o setor de posturas vão intensificar as ações em bancos, casas lotéricas, lojas de departamento, lojas de vestuário, papelarias, lojas de informática, etc.

Às 15h30 farão uma Live, cujo público-alvo serão os profissionais de Medicina do Trabalho com o intuito de reforçar as orientações técnicas para elaboração e implementação dos Planos de Contingência das empresas, bem como os fluxos de notificação e afastamento.

A Vigilância Sanitária também irá intensificar as fiscalizações relacionadas as medidas de controle da Covid-19 nos estabelecimentos sujeitos ao controle sanitário.

Barreiras sanitárias

O Dia “D” marcará o retorno das Barreiras de Monitoramento e educativas na cidade, com o objetivo de levar de maneira física à população a importância de não relaxar e ao mesmo tempo de acolher aquelas que chegarem na cidade, realizando o levantamento de origem e destino, o objetivo de estarem na cidade, produzir dados para tele monitoramento e ao mesmo tempo orientá-las das regras estabelecidas pela administração municipal com relação ao comportamento de não risco. Será ainda uma oportunidade de  divulgar o fluxo e locais de atendimento para síndromes gripais e sintomáticos da Covid, que estão nos quatro quadrantes e na UPA Varginha.

Além de todas essas ações, nas próximas semanas os profissionais da Saúde e os servidores da atenção primária e  secundária  poderão ter acesso a novos treinamentos e capacitação acerca das medidas do enfrentamento da Covid”, explicou o secretário de Saúde Luiz Carlos Coelho.

As barreiras de monitoramento permanecerão de quarta a domingo (15 a 19/07), nas avenidas Princesa do Sul, Castelo Branco e Almirante Barroso.

Fonte e foto: Ascom Prefeitura de Varginha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *