Varginha agora tem Lei contra o Aedes Aegypti

Varginha e todo o Sul de Minas têm tentado se munir cada vez mais contra a dengue. Os casos que só fazem crescer em todo país, tem deixado a população em alerta. Após ter realizado no último final de semana, o 1º Mutirão Regional de Combate a Dengue na cidade, agora as ações do poder público se amplificaram.

Nesta semana foi sancionado o Projeto de Lei 88/2015, de autoria do vereador Armando Fortunato, que institui o Programa de Combate e Prevenção à Dengue, Chikungunya e Zika vírus.  O projeto que foi discutido e aprovado em dezembro, no plenário da Câmara, obteve votação unânime dos vereadores.

armando_fortunato (1)

O vereador Armando Fortunato, que é médico sanitarista, explica que o projeto visa criar um programa de combate permanente ao mosquito;“A medida serve para dar poder ao município de fiscalizar e punir os proprietários e possuidores de qualquer tipo de imóvel que não esteja cumprindo com as regras de prevenção ao Aedes Aegypti”, explicou o vereador.  Armando se refere aos casos em que são encontrados focos do mosquito em residências ou terrenos fechados, que os donos não são identificados.

Para os estabelecimentos comerciais são previstas normas de higiene, onde os proprietários deverão manter os ambientes constantemente limpos, sem acúmulo de lixo e materiais inservíveis e livres de criadouros do mosquito Aedes Aegypti, evitando a proliferação do vetor; “Pela lei o proprietário é notificado uma vez, mas se for reincidente pode haver multa e cancelamento do alvará de funcionamento”,  explica Fortunato.

O vereador reforça ainda, que esse é um método a mais para tentar reduzir a proliferação de focos do mosquito no município e conseqüentemente diminuir os casos de dengue, chikungunya e zika vírus. Ainda segundo o vereador, é necessário a população se autopoliciar.

Ações em Varginha- Segundo o Diretor do setor de vigilância Ambiental, José Donizette, na próxima semana, os bairros da cidade serão mapeados e preparados para os novos mutirões de limpeza. Ainda segundo o diretor, os bairros que apresentam maior incidência de focos do mosquito são: São Sebastião, Mont Serrat, Vila Floresta.

dengue
Segundo a Secretaria de Saúde, até o dia 31 de janeiro, Varginha registrou 226 notificações e 09 casos confirmados.

Segundo a Secretaria de Saúde, até o dia 31 de janeiro, Varginha registrou 226 notificações e 09 casos confirmados.  Ainda segundo a secretaria, os dados correspondem a divulgação desta terça-feira (03), e são atualizados diariamente.

Combate-ao-mosquito-da-dengue-também-evita-a-febre-chikungunya
Ainda segundo a secretaria, os dados correspondem a divulgação desta terça-feira (03), e são atualizados diariamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *