Secretaria de Saúde pede colaboração para controle da Covid-19; Varginha confirma 51ª morte

Após comemorações de fim de ano, quem participou de confraternizações deve estar atento aos possíveis sintomas; município registra segunda morte consecutiva.

Redação CSul – Franciele Brígida/Foto: Reprodução

As confirmações de casos de coronavírus continuam crescendo em Varginha. Nesta terça-feira (5), a cidade chegou a 51ª morte, sendo a segunda consecutiva. A vítima é um homem, de 49 anos, com comorbidades. O município soma, ainda, 2.521 casos positivos e 2.102 pacientes curados do vírus, conforme boletim epidemiológico divulgado nesta terça-feira.

Diante da situação, a Secretaria Municipal de Saúde segue se preparando para os próximos dias, com o fim das festividades de fim de ano, quem participou de confraternizações ou viagens deve estar atento aos possíveis sintomas, e também deverá respeitar um período de quarentena.

“Quem se expôs em aglomerações, confraternizações, intrafamiliares ou viagens por oportunidade das festas de fim de ano, é importante que ao retornar para casa, permaneça em quarentena e se observando com a relação ao surgimento de sintomas. Mantendo as medidas de prevenção dentro do próprio domicílio”, orientou o Secretário de Saúde de Varginha, Dr Luis Carlos Coelho.

O secretário ainda alertou para a necessidade das medidas serem seguidas com seriedade, “reitero aqui a importância de que estes números, esses dados e os protocolos sejam seguidos. Nós temos pela frente um mês, cujo impacto das festividades de fim de ano podem ser danosos levando-nos a um cenário epidemiológico pior.”

Ainda conforme Dr Luiz Carlos Coelho, é importante buscar por atendimento precoce, para que as medidas sejam tomadas sem que os casos evoluam para complicações no tratamento.

Em Varginha, estão disponíveis, cinco unidades de saúde, em cada quadrante do município, todas atendendo em horário especial. São elas o UPA que atende 24h e as UBSs do Canaã, Barcelona e Bom Pastor, que atendem das 15h à s21h e aos sábados das 7h às 17h.

Ainda conforme o secretário, pessoas que manifestarem sintomas da doença não devem hesitar em procurar as unidades. “A qualquer sinal e sintoma de síndrome gripal ou suspeita de Covid-19, uma unidade deverá ser procurada. Lembrando que são as unidades de gripe que farão acompanhamento e monitoramento médico e a testagem”, reforçou.

Sintomas

A Covid-19 afeta diferentes pessoas de diferentes maneiras. A maioria das pessoas infectadas apresentará sintomas leves ou moderados da doença, algumas necessitando hospitalização.

Sintomas mais comuns:

  • febre
  • tosse seca
  • cansaço

Sintomas menos comuns:

  • dores e desconfortos
  • dor de garganta
  • diarreia
  • conjuntivite
  • dor de cabeça
  • perda de paladar ou olfato
  • erupção cutânea na pele ou descoloração dos dedos das mãos ou dos pés

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.