Quinta-feira Santa celebra o Sacramento da Eucaristia com a Última Ceia e o Lava-pés

“Se eu não os lavar, você não terá parte comigo”.

Na quinta-feira Santa, a Igreja católica celebra a instituição da Eucaristia e a instituição do sacerdócio ministerial. Neste dia, celebra-se, pela manhã, a Missa Crismal, ou seja, todos os sacerdotes se reúnem ao redor do bispo, no altar de cada diocese, em sinal de comunhão eclesial, para renovar as promessas sacerdotais. Na Diocese de Campanha, a missa será celebrada, como de costume, às 9 horas da manhã, na Catedral Diocesana de Campanha, com a participação de todo o Clero. À noite, a Igreja celebra a Missa da Ceia do Senhor, a Última Ceia, na qual Jesus Cristo, na noite em que vai ser entregue, ofereceu a Deus-Pai o seu Corpo e Sangue sob as espécies do Pão e do Vinho, e os entregou para os Apóstolos para que os tomassem, mandando-lhes também oferecer aos seus sucessores, e o Lava-Pés, que lembra o gesto de Jesus na Última Ceia, quando lavou os pés dos seus apóstolos.

Padre José Procópio Júnior, administrador paroquial na Matriz do Mártir São Sebastião:

“Nesta semana celebramos a semana maior da nossa Fé. Por meio dela nós nos unimos na liturgia ao Mistério da Cruz, da Morte e da Ressurreição do Senhor. Jesus para cumprir sua missão entre nós entrou em Jerusalém, sua cidade e, assumindo a paixão e morte na cruz, realizou a maior de todas as obras, a redenção de toda a humanidade. Pela Páscoa do Senhor nós fomos salvos e libertos do pecado, e por Ele, reconciliadoscom Deus. Ele aboliu a dívida dos nossos pecados e realizou a nossa Salvação.

Ao longo dessa semana, celebramos esse grande amor de Deus por nós. A semana santa é marcada, sobretudo pela celebração do Tríduo Pascal, os três dias finais que nos colocam em contato com esse mistério: a Sexta-feira Santa, o Sábado Santo e o Domingo da Ressurreição.

O Tríduo pascal começa na Quinta-feira Santa à noite, com a celebração da Ceia do Senhor, ou a missa do Lava Pés. E que nós recordamos o grande testamento de amor deixado por Jesus na véspera de sua paixão: o sacramento da Eucaristia, sinal da sua presença e da presença do seu sacrifício redentor. O sacerdócio ministerial, que atualiza para nós a graça desta redenção, através dos sacramentos celebrados e realizados por aqueles que receberam a ordem dos sacerdotes, e também o mandamento novo do amor, a caridade, que é o distintivo de cada cristão e aquilo que nos mostra discípulos de Jesus.

Na Sexta-feira Santa celebramos a paixão do Senhor. Sempre às 15horas, com a celebração da Ação Litúrgica,fazemos memória daquele momento em que o Cristo na Cruz se entregou por nós, dando sua vida. “Pai, em tuas mãos entrego o meu espírito”. Sexta-feira santa não é dia de luto, não é dia de tristeza, é o dia da nossa vitória. Pelo sangue do Senhor nos fomos salvos e por isso nós nos unimos ao sofrimento de Cristo através do jejum e da abstinência, uma pequena forma de nos unirmos ao seu sofrimento redentor na Cruz.

O Sábado Santo, é o dia do silencio e da contemplação. A igreja permanece junto ao sepulcro do Senhor, meditando sua paixão e sua morte. É dia de, ao olhar o mistério da sepultura do Senhor, esperar com amor, a sua Ressurreição.

No Domingo da Páscoa, celebramos a vitória de Cristo sobre a morte. Lembrando aquilo que os anjos disseram as mulheres naquela manhã: “Porque procurais dentre os mortos, aquele que está vivo? Ele não está aqui. Ele já Ressuscitou”. Na noite do sábado para domingo, já celebramos esta festa, na Vigília Pascal, quando acendendo nossas velas no Fogo Novo, cantamos o Aleluia e deixamo-nos envolver pela alegria do Ressuscitado. Banhados nas águas do batismo, somos lavados, somos nova criatura, somos imagem de Cristo, e, pelo batismo, morremos, sepultamos e Ressuscitamos com Cristo para uma vida nova. Aí chegamos à festa da Páscoa. A páscoa que é a passagem do Cristo, da morte parta a vida. E é também a nossa passagem, da condição de pecadores, pelo batismo, à condição de filhos e filhas de Deus, livres, na vida da graça, da santidade, rumo a nossa ressurreição final, no último dia.

A Ressurreição do Senhor é a grande verdade da nossa Fé. Ressuscitar não significa voltar a essa vida corpórea, terrena, passageira e cheia de sofrimentos. Ressuscitar não é andar para trás, é caminhar para frente. Cristo Ressuscitou como primícias, como primeiro, depois aqueles que pertencem a Cristo pela ocasião da sua vinda, nos lembra o Apóstolo São Paulo. Ressuscitar é vida nova, é eternidade, é graça, é salvação, é vitória. E tudo isso celebramos na Páscoa, a maior festa para nós cristãos. E a certeza que a vida vence a morte, que a dor dá lugar a vitória, que o sofrimento cede lugar a paz. Pela cruz se chega à luz, a luz do Cristo Ressuscitado que vem iluminar os nossos corações, para sempre.”


Mártir São Sebastião

19h – Missa Solene da Ceia do Senhor, Lava-pés e Translado do Santíssimo Sacramento, com Vigília até as 22 horas na Matriz do Mártir, nas comunidades urbanas de Santa Maria e Sagrado Coração de Jesus e na comunidade rural dos Martins

 

Divino Espírito Santo 

19h – Missa Solene da Instituição da Eucaristia e do Sacerdócio na Matriz do Divino, nas comunidades São Vicente, Santa Rita e Nossa Senhora de Lourdes

Após as missas, Vigília Eucarística: Na Matriz do Divino até as 13h30 de sexta e nas comunidades até as 00h

Nossa Senhora de Fátima

18h – Atendimento de confissões na comunidade Boa Vista

19h – Missa da Instituição da Eucaristia e cerimônia de Lava-pés na comunidade Boa Vista

20h – Missa Solene da Instituição da Eucaristia, cerimônia de Lava-pés e Translado do Santíssimo Sacramento, com Vigília até as 23 horas na Matriz de Fátima

Cristo Luz dos Povos

18h30 – Missa Solene da Instituição da Eucaristia e cerimônia de Lava-pés nas comunidades São Francisco e Epifania do Senhor

19h – Missa Solene da Instituição da Eucaristia e cerimônia de Lava-pés na comunidade Cristo Rei

20h30 – Missa Solene da Instituição da Eucaristia e cerimônia de Lava-pés na Matriz de Nossa Senhora Aparecida e na comunidade Santa Teresinha

Nossa Senhora do Rosário

18h30– Missa Solene da Ceia do Senhor, Lava-pés e Adoração ao Santíssimo Sacramento até as 00h nas comunidades Bom Pastor, Sagrada Família, Beata Nhá Chica e Nossa Senhora do Carmo

19h – Missa Solene da Ceia do Senhor, Lava-pés e Adoração ao Santíssimo Sacramento até as 00h nas comunidades rurais São Pedro, Sagrado Coração de Jesus e Nossa Senhora Aparecida.

20h – Missa Solene da Ceia do Senhor, Lava-pés e Adoração ao Santíssimo Sacramento até as 00h na Matriz do Rosário e nas comunidades Sagrado Coração de Jesus, Santa Edwiges e São João Batista.

Santo Antônio de Sant’Anna Galvão 

20h – Missa Solene da Ceia do Senhor, Instituição da Eucaristia e do Sacerdócio, Mandamento do Lava-pés e Translado do Santíssimo Sacramento com Vigília até as 00h, na Matriz de Frei Galvão.

Imaculada Conceição

19h30 – Missa da Ceia do Senhor e do Lava-pés e Vigília Eucarística até as 00h na Matriz da Imaculada e na comunidade urbana São Judas Tadeu.

São José

19h- Missa da Ceia do Senhor e do Lava-pés e Adoração Eucarística até as 00h na Matriz de São José

Sant’Ana

19h30 – Missa Solene da Ceia do Senhor, cerimônia do Lava-pés e Translado do Santíssimo Sacramento para adoração até as 00h na Matriz de Sant’Ana

 

 

 

Redação CSul – Iago Almeida

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *