Projeto de Desenvolvimento Social atenderá 1.471 famílias

Esta semana, a Secretaria Municipal de Habitação e Desenvolvimento Social – SEHAD, sob liderança do secretário, Francisco Graça de Moura, apresentou o Projeto de Desenvolvimento  Social, que beneficiará a população dos residenciais dos bairros Novo Tempo, Carvalhos e Cruzeiro do Sul.

A apresentação foi realizada no CEMEI do Novo Tempo e contou com a participação do prefeito de Varginha, Antônio Silva e seu vice, Vérdi Melo; de alguns vereadores; da equipe da SEHAD, além de representantes da comunidade, que acompanharam atentamente as palavras do coordenador do Projeto, Gabriel Drumond, da empresa Ângulo Social Consultoria e Projetos Socioambientais.

O Projeto é uma parceria da Prefeitura, SEHAD, Caixa Econômica Federal e Ângulo Social, e resultará em benefícios sociais para a melhoria da qualidade de vida das 1.471 famílias residentes nos referidos bairros.

Os principais objetivos são libertar a população dos elevados índices de vulnerabilidade social e de risco social; das desigualdades sociais da exclusão social e econômica; das matrizes e raízes da violência e da marginalidade, tendo em vista resgatar a qualidade de vida dos 5.000 habitantes dos Residenciais Carvalhos, Cruzeiro do Sul e Novo tempo.

“O Centro de Inclusão Produtiva é um equipamento social no qual serão centralizados todas as ações gerenciais, técnicas e operacionais dos projetos de educação para o empreendedorismo, de emponderamento da comunicação e de geração de acessos e oportunidades”, explicou Francisco Graça de Moura.

Segundo Gabriel Drumond, as primeiras atividades serão identificar a realidade dos moradores dos residenciais, através do diagnóstico situacional.

“Iremos de casa em casa fazendo perguntas sobre as necessidades dos moradores, o acesso aos serviços públicos e colhendo sugestões para p desenvolvimento do trabalho nos seus bairros. Com essas informações vamos então elaborar um Plano de Desenvolvimento Sócio Territorial – PDST que serão ações planejadas para atenderem os moradores, sempre com o foco de fortalecer sua autonomia e organização, favorecendo, assim, as buscas por avanço por melhorias nos bairros”, explicou Gabriel.

Os arcabouços dos serviços disponibilizados pelo Centro de Inclusão Produtiva serão: núcleos de negócios inovadores, inclusivos e sustentáveis; núcleo de inclusão digital e protagonismo juvenil, além do núcleo de integração da economia solidária da economia criativa e do empreendedorismo.

O prefeito Antônio Silva destacou a importância do projeto para a melhoria da qualidade de vida das comunidades  que serão abrangidas pelo projeto.

“Serão oferecidas ações que visam trabalhar com os beneficiários do programa Minha Casa, Minha Vida, assuntos relativos a mobilização e a organização comunitária, resultando na autonomia dos moradores e na sustentabilidade dos bairros”, concluiu o prefeito.

Foto: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *