Professores das escolas particulares protestam contra a desvalorização e a precarização da educação

As rodadas de negociações entre o Sinpro Minas com o sindicato patronal começaram e indicam uma ofensiva desmedida dos empresários da educação sobre os direitos dos professores do setor privado do Estado de Minas Gerais. Um ato dos professores do setor privado de ensino aconteceu na última sexta-feira (20), às 19 horas, em Varginha.

Diversos direitos, que são conquistas de décadas de união e luta da categoria, estão no alvo dos patrões. A constatação tem sido óbvia depois do golpe da “reforma” trabalhista, urdido contra os direitos dos trabalhadores, que tem deixado o patronal à vontade para avançar contra as nossas conquistas e aumentar sua margem de lucro em cima da exploração desmedida do trabalho do professorado mineiro.

O SINEP-MG, sindicato das escolas particulares apresentou uma proposta que visa dilapidar direitos históricos tais como adicionais por tempo de serviço, extraclasse, férias coletivas e até mesmo as bolsas de estudos para professores e dependentes.

O Sinpro Minas convoca sua categoria para a mobilização e resistência aos ataques impostos pelos donos de escolas de Minas.

Fonte: Sinpro Minas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *