Prestes a iniciar vacinação, Varginha bate recorde de mortes e confirma 120 novos casos de coronavírus

Aguardando início de vacinação, município registrou, somente nesta terça-feira, quatro novos óbitos – maior número desde o início da pandemia.

Redação CSul – Alisson Marques/Foto destaque: Flickr/Agência Saúde

Varginha bateu recorde negativo nesta terça-feira (19), em registros de mortes ocasionadas pelo novo coronavírus. Em boletim divulgado pela prefeitura na tarde de hoje, quatro novos óbitos foram registradosmaior número desde o início da pandemia. Além das novas mortes, 120 casos foram confirmados no balanço.

Ainda conforme o boletim, as vítimas fatais são três mulheres, com idades de 51, 80 e 82 anos e um homem, de 66. Todos apresentavam comorbidades. Além dos óbitos já confirmados, uma outra morte segue em investigação.

Varginha tem, ainda, 3.774 casos confirmados até esta terça-feira, sendo 3.187 já recuperados. Ao todo, 71 pacientes estão internados, com 52 na enfermaria (41 positivos) e 19 no CTI (14 positivos).

Boletim divulgado nesta terça-feira (19)/Foto: Divulgação Prefeitura de Varginha

Se por um lado, a chegada da vacina contra a doença à cidade está próxima, por outro, preocupa o alto quadrante de mortes e internações em decorrência da covid-19.

Cidade está pronta para receber vacinação

De acordo com a assessoria da Administração Municipal, as vacinas podem chegar ao município a qualquer momento. Ainda conforme a prefeitura, todo o aparato para conservação e a manipulação do medicamento também já está pronto seguindo o Plano Nacional de Imunização – PNI.

Segundo o Secretário Municipal de Saúde, Doutor Luiz Carlos Coelho, o município já possui 28 câmaras frias para as vacinas.

Outra novidade é o quantitativo por grupos prioritários. O secretário municipal, revela que esse primeiro lote possibilitará que sejam vacinados profissionais de saúde, pessoas com 75 anos ou mais e idosos institucionalizados.

Locais de vacinação

Ainda conforme Luiz Carlos Coelho, serão usadas salas na Policlínica Central e outras 16 salas de vacinas de UBS (Unidade Básica de Saúde) para a vacinação.

Nesse primeiro momento, as equipes itinerantes da Secretaria Municipal de Saúde vão em locais como o asilo, hospitais e, também, haverá vacinação na Policlínica Central, inclusive para profissionais de saúde. “À medida que for chegando mais vacina para outros grupos prioritários vamos disponibilizar nas unidades dos quadrantes”, explica o secretário de Saúde.

Desse modo, as salas de vacinação foram distribuídas nos locais como se segue:

  • Unidade Central de Vacinação (Policlínica Central) – das 7h às 17h, de segunda a sexta-feira para as imunizações do calendário habitual e para coordenar os grupos de vacinação itinerante; e funcionará das 15h às 21h, de segunda à sexta-feira e nos sábados das 7h às 17h, especificamente para a vacinação contra a Covid. Do mesmo modo, teremos 4 unidades de vacinação de quadrante a saber:
  • Policlínica Sion
  • Policlínica Mont Serrat
  • Policlínica Caic I – Imaculada
  • Policlínica Caic II – Cidade Nova.

Além das salas de vacina já existentes outras serão ativadas, para imunizações do calendário e campanhas do PNI. São elas:

  • Girassol
  • Vargem
  • Fátima II
  • Centenário
  • Novo Tempo
  • Corcetti
  • Jardim Áurea
  • Damasco/Santa Mônica
  • Rio Verde.

Primeiro varginhense a ser vacinado

Varginha já definiu, até mesmo, quem será o primeiro morador a ser vacinado. Trata-se do senhor José Ferreira, conhecido por “Mudinho”. Ele acabou de completar 111 anos e vive há 73 no Lar São Vicente de Paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.