Ocorrências envolvendo pipa e papagaio, já provocaram 163 interrupções de energia na região

imageUma brincadeira comum, inocente e que pode trazer sérios problemas; soltar pipa. Não é de hoje que os cuidados entorno da brincadeira, são sempre cobrados.  Ocorrências envolvendo o uso do cerol por exemplo, já se tornaram comuns em algumas épocas do ano. Acidentes envolvendo motoqueiros e crianças, são freqüentemente registrados no período de férias. Segundo a Companhia Energética de Minas Gerais – Cemig, tais ocorrências prejudicam a distribuição de energia em muitos locais. Ainda segundo a empresa, mais da metade dos desligamentos ocorrem exatamente durante o inverno, entre os meses de junho e setembro, períodos de férias escolares.

Os dados apresentados pela companhia, mostram que em 2014, No 322 interrupções foram provocadas por pipas no Sul de Minas. Este ano, o período de férias ainda nem chegou e já foram registradas 163 interrupções na região.

A Cemig aborda alguma orientações aos pais e às crianças, para evitarem acidentes.

– Soltar pipa apenas em locais afastados da rede elétrica, em campos abertos ou parques;

– Nunca use fios metálicos nem papel laminado para confeccionar a pipa, eles são como condutores de energia e podem causar choques fatais;

– Se a pipa ficar presa nos fios elétricos, não tente retirá-las. Nunca use varas nem suba no poste para tirar uma pipa, o choque nestes casos é fatal;

– Não use cerol. Além do risco de ferir ou mesmo matar, o cerol costuma cortar os fios de alta e baixa tensão. Vale lembrar que, o uso de cerol é proibido e constitui um grande risco para as pessoas. Ele pode provocar acidentes graves com ciclistas e motociclistas;

– Linhas metalizadas conduzem energia e aumentam o perigo de choques;

– Não jogue objetos na rede de energia elétrica, como arames, correntes e cabos de aço;

– Em caso de relâmpagos, recolha a pipa imediatamente. Não solte pipas em dias de chuva ou vento muito forte;

– Não suba em telhados, lajes, postes ou torres para recuperar pipas.

pipa

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *