Obras avançam no acesso ao trevo da Cidade Universitária do Unis

A comunidade de Varginha, que acompanhou acidentes fatais nos últimos anos no trevo de acesso ao Aeroporto na BR-491, respira aliviada desde o início das obras de melhoria no trecho, que acessa a Cidade Universitária, o Campus II do Centro Universitário do Sul de Minas, além de empresas e Porto Seco, importantes para o escoamento da produção e trâmites de serviços.

A reivindicação era antiga e, depois de diversas tentativas juntos aos órgãos públicos competentes, o Grupo Unis se uniu ao Porto Seco Sul de Minas e o Loteamento Terra Nobre para arcar com os custos. Cerca de R$ 5 milhões estão sendo investidos na construção, que se iniciou no fim do ano passado.

O Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem do Estado de Minas Gerais – DEER, tem dado todo o apoio necessário para as obras, após assinatura da autorização de serviço que aconteceu na Prefeitura de Varginha, no ano passado, com a presença do prefeito Antônio Silva e o engenheiro Raimundo Joaquim Zaiden Silva, coordenador Regional Sul do DEER.

Segundo informações do prefeito de Varginha, Antônio Silva, “a obra possui a participação de empresas privadas, mas os custos operacionais também são do município. A Prefeitura cobrirá a iluminação de LED, que ficará em R$ 400 mil”, afirma.

A estimativa era a de que tudo se concluísse em janeiro de 2018, mas as fortes chuvas atrasaram o cronograma. Parte do projeto já foi executado e agora as obras avançam para mais uma etapa.

A sinalização está bem reforçada, mas ainda é preciso que os motoristas fiquem atentos. O trecho está demarcado com velocidade reduzida e o policiamento tem sido constante, incluindo a aplicação de multas para quem tem infringido a lei.

A estimativa é de que a obra seja concluída ainda no primeiro semestre. Assim que se concluírem, a Prefeitura de Varginha fará a iluminação, garantindo ainda mais a segurança do trecho.

O Presidente do Grupo Unis, Prof. Me. Stefano Barra Gazzola ressalta que “pensamos em nossos alunos e colaboradores, mas também em toda a população que transita pela BR-491 todos os dias. Vimos, nesses últimos anos, várias situações graves neste trecho e nunca medimos esforços para que a construção fosse viabilizada. Temos o dia de hoje como um marco, pois sabemos que este não é um sonho somente nosso, mas de toda a população que preza por segurança e respeito às leis”, afirma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *