Número de passaportes prontos que não foram retirados chega a 700 em Varginha

Já chega a 700 o número de passaportes parados na Unidade de Atendimento Integrado (UAI) de Varginha (MG). O motivo é que os donos dos documentos ainda não foram buscar desde que ficaram prontos.

Segundo a administração da UAI, os donos já foram notificados, mas poucos retiraram os documentos.

A quantidade tem relação com a suspensão na emissão de passaportes que aconteceu em junho de 2017. Com os problemas, muitas pessoas foram tirar os documentos, houve um acúmulo de entrega e agora é necessário que os donos compareçam à unidade de Varginha para retirada.

Na época, a Polícia Federal afirmou que tinha chegado ao limite de gasto autorizado pela Lei Orçamentária para emissão de novos passaportes e aguardou uma decisão do governo para solucionar o problema.

Passaportes que não são retirados podem ser invalidados. (Foto: Márcia Callegaro/G1)
Passaportes que não são retirados podem ser invalidados. (Foto: Márcia Callegaro/G1)

Em julho, o governo aprovou um projeto de lei que liberou um crédito suplementar de R$ 102,3 milhões para a retomada do serviço de emissão do documento na Polícia Federal.

O passaporte parado na unidade tem validade de até 90 dias. Após este período, ele é invalidado e levado à Casa da Moeda, o que obriga a pessoa a fazer um novo documento.

Os donos devem procurar a Unidade de Atendimento Integrado da cidade, que fica no Shopping Via Café. O horário de funcionamento é das 08h às 17h, de segunda a sexta-feira.

Fonte: G1 Sul de Minas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *